Divulgação/Flamengo
Divulgação/Flamengo

Flamengo tem mais casos de coronavírus e faz novo pedido para adiar jogo contra o Palmeiras

Vice-presidente diz que lista de contaminados aumentou e critica decisão do STJD, que negou pedido de adiamento da partida deste domingo

Redação, O Estado de S.Paulo

25 de setembro de 2020 | 22h00

O Flamengo tem novos casos de coronavírus e pedirá a revisão da decisão do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), que negou nesta sexta-feira o pedido para adiar a partida de domingo contra o Palmeiras, no Allianz Parque, pelo Campeonato Brasileiro. O Flamengo não informou quantas pessoas contraíram a covid-19, mas o vice-presidente Rodrigo Dunshee confirmou o aumento no número de contaminados e criticou a decisão do STJD.

"Como eu ia dizendo, é temerária a realização desse jogo. Irresponsabilidade total. Mais pessoas infectadas agora. Não para. Lamentável a decisão das entidades. Não concordo com esse tratamento a um caso dessa magnitude", escreveu o dirigente no Twitter. Ele apagou a postagem depois.

A decisão desta sexta do STJD foi tomada pelo presidente do órgão, Otávio Noronha, que no despacho criticou uma das justificativa apresentada pelo Flamengo para remarcar a partida. O clube alegava que, pela quantidade de casos, não conseguiria realizar a operação logística para o jogo por ter precisado afastar funcionários da comissão técnica.

O Flamengo alega que apenas 12 atletas do elenco estão disponíveis para entrar em campo contra o Palmeiras, dos quais três deles são goleiros. Fora os casos de jogadores contaminados há também três lesionados e fora de condições de atuar: Diego Alves, Gabriel e Pedro Rocha.

O surto de coronavírus no Flamengo ocorreu durante a viagem para o Equador, onde a equipe disputou dois jogos pela Copa Libertadores da América. Além de jogadores, contraíram a covid-19 o técnico Domènec Torrent, o presidente Rodolfo Landim, entre outros funcionados de diversos setores do clube.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.