Flamengo teme bola parada e contra-ataque do Grêmio

O Flamengo faz um difícil confronto contra o Grêmio, domingo, no Olímpico, preocupado com dois pontos principais do adversário. Para sair de Porto Alegre com um bom resultado, o técnico Andrade afirma que sua equipe precisará se cuidar com o contra-ataque e com a bola parada.

AE, Agencia Estado

14 de agosto de 2009 | 21h22

"O time deles possui dois pontos fortes. A saída rápida para o contra-ataque e a bola parada. Temos que ter atenção para não sermos surpreendidos", assegurou o treinador.

Apesar das dificuldades previstas, Andrade garante que o Flamengo fará uma boa partida, sobretudo se marcar com firmeza. "Temos time para fazermos uma boa partida lá em Porto Alegre. O importante é marcamos forte e jogar quando tivemos a bola. A equipe está bem fisicamente e vai ser um grande jogo", opinou.

A partida entre as duas equipes será um confronto direto por posição. O Flamengo está em oitavo no Campeonato Brasileiro com 27 pontos, dois a mais do o Grêmio, o nono.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolBrasileirãoFlamengoAndrade

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.