Flamengo tenta acabar com incômodo jejum de vitórias

A vice-liderança no Campeonato Brasileiro é motivo de comemoração no Flamengo, mas a sequência de quatro jogos sem vitória (três empates e uma derrota) causa preocupação. Por isso mesmo, o goleiro Felipe já cobrou do time que o jejum acabe nesta quarta-feira, no confronto com o Avaí, às 21h50, em Florianópolis, pela rodada inaugural do segundo turno. O lema na Gávea é vencer ou vencer.

AE, Agência Estado

31 de agosto de 2011 | 07h31

"Enfrentar uma equipe que briga para não cair é complicado, mas vamos lutar pelo título e não podemos ficar quatro jogos sem ganhar", avisou Felipe, lembrando que o Flamengo está com 36 pontos, apenas um atrás do líder Corinthians, mas sofre perseguição direta de São Paulo e Vasco, ambos com 35 pontos.

Sem os zagueiros Alex Silva, contundido, e Welinton, suspenso, o técnico Vanderlei Luxemburgo vai dar mais uma chance a Gustavo, que formará a zaga flamenguista ao lado de Ronaldo Angelim. Mostrando personalidade, o jogador disse estar pronto para o desafio.

"Aqui no Flamengo, a cobrança é muito grande. É importante estar sempre preparado para as oportunidades. Estou encarando como se fosse a última da minha carreira", declarou Gustavo, que defendeu o time carioca nos dois jogos contra o Atlético-PR, pela Copa Sul-Americana, e se saiu bem.

Além de Alex Silva, o Flamengo tem mais um desfalque importante: o lateral-esquerdo Junior Cesar, que resolveu um problema crônico do clube neste setor, está suspenso. Com isso, Luxemburgo deve escalar o contestado Rodrigo Alvim na posição.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolCampeonato BrasileiroFlamengo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.