Flamengo tenta parar Fred e o Cruzeiro

A primeira rodada do segundo turno do Campeonato Brasileiro reservou ao Flamengo um desafio: derrotar o Cruzeiro, um dos candidatos ao título, nesta quarta-feira, às 21h45, no Mineirão. Uma missão ingrata para quem tem o pior ataque entre os competidores, luta para não retornar à zona de rebaixamento, e terá de anular, entre outras coisas, o artilheiro do campeonato: Fred, autor de 13 gols. O zagueiro Renato Silva, por exemplo, não tem a fórmula exata para marcá-lo, mas sabe que não pode haver desatenção em nenhum momento. "É um grande atacante, finaliza bem, mas espero que eu possa dar conta do recado", disse o jogador, que retorna ao time titular após cumprir suspensão automática. O clima na Gávea, apesar da má campanha no primeiro turno, é de confiança. Mesmo ciente das deficiências da equipe, o técnico Andrade e seu auxiliar Adílio, ex-craques da geração de 80 do Flamengo, prezam sempre por estimular os jogadores. Em vez da tradicional bronca no vestiário ou no círculo do meio-de-campo antes do início do treinamento, mão na cabeça e conversa serena ao pé do ouvido. Um estilo bem diferente do ex-treinador Celso Roth e que já começa a conquistar a admiração do elenco. "A comissão técnica está confiando na garotada, que certamente desenvolve um futebol melhor. Eu, por exemplo, estou me entendendo bem com Obina e espero ajudar o Flamengo novamente a vencer", afirmou o atacante Fabiano Oliveira, autor de um gol na vitória sobre o Paysandu, na última rodada.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.