Alexandre Vidal/Divulgação
Alexandre Vidal/Divulgação

Flamengo tenta ter ingressos mais acessíveis à torcida

Presidente do clube, Eduardo Bandeira de Mello busca alternativas para baratear entradas

AE, Agência Estado

14 de março de 2014 | 18h49

RIO - A atual diretoria do Flamengo vem sendo muito criticada pelos torcedores por causa do preço dos ingressos cobrado nos jogos do time, inclusive em partidas de pouca expressão do Campeonato Carioca. Nesta sexta-feira, porém, o presidente do clube, Eduardo Bandeira de Mello, anunciou que está trabalhando para encontrar uma forma de tornar os bilhetes mais acessíveis.

"Quero adiantar que nós estamos buscando junto à concessionária (Consórcio Maracanã, que administra o estádio) e ao governo do Estado algum mecanismo criativo para tentar em alguns jogos, pelo menos fazer algum tipo de promoção. Não posso adiantar, mas estamos buscando essa solução. Realmente não é uma tarefa fácil", disse o presidente do Flamengo.

Eduardo Bandeira de Mello aproveitou para criticar a ação de alguns torcedores que supostamente teriam agredido verbalmente seu filho em um bar do Rio, antes do clássico contra o Botafogo no último domingo. "O que aconteceu com o meu filho foi uma covardia, mas espero que tenha sido um fato isolado e não se repita", avisou o dirigente.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolFlamengo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.