Flamengo terá Felipe e Dimba no ataque

O técnico Ricardo Gomes aposta no ataque formado por Dimba e Felipe para tentar surpreender o Figueirense, neste sábado às 16 horas, no Estádio Orlando Scarpelli. Barrou Jean, destaque do time no Campeonato Carioca, para tentar dar mais ofensividade à equipe. Dimba recuperou-se de contusão e tem um bom retrospecto pelo Flamengo. Em dez partidas, marcou cinco gols. "A média é razoável. Sou exigente comigo e quero melhorá-la", disse Dimba.Ele foi contratado por R$ 1,5 milhão em agosto e já faz parte do grupo com salários atrasados no clube. Por conta da crise financeira, os jogadores se recusaram a ficar na concentração do Flamengo para o jogo do meio de semana, contra o Corinthians. Nesta sexta-feira, a diretoria do clube pagou o salário de julho aos atletas e mais o direito de imagem referente a junho para alguns - Zinho, Júnior Baiano, Felipe, Julio Cesar e Athirson. "A situação é pública, mas dentro de campo é preciso superá-la", disse Gomes.O meia Da Silva, suspenso por ter recebido o terceiro cartão amarelo, vai dar a vez a Róbson. Nesta sexta, o treinador testou dois esquemas no treino coletivo: com três zagueiros (3-4-3) e depois o tradicional 4-4-2. Para Dimba, o Flamengo vai ter uma difícil tarefa. Ele considera o Figueirense uma das equipes mais perigosas do Campeonato Brasileiro, quando atua em casa. "A minha responsabilidade não aumenta. Vai ser a mesma de sempre." Para Ricardo Gomes, se o Flamengo vencer o Figueirense e, em seguida, o Paysandu, em Belém, vai estar praticamente afastado do risco de rebaixamento, embora a competição só termine em dezembro.

Agencia Estado,

01 de outubro de 2004 | 19h39

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.