Flamengo treina em grama sintética para enfrentar o Atlético-PR na Libertadores

Atividade, no entanto, conta somente com atletas reservas

O Estado de S.Paulo

24 de abril de 2017 | 18h30

Um dia depois de obter a classificação para a final do Campeonato Carioca, o Flamengo voltou aos trabalhos nesta segunda-feira para dar início à preparação da equipe para o duelo contra o Atlético-PR, na quarta, pela Copa Libertadores. E a primeira atividade da equipe rubro-negra foi no campo de grama sintética do Centro Cultural e Esportivo Israelita Adolpho Bloch, na Barra da Tijuca.

Zé Ricardo, no entanto, mandou a campo na Barra somente os reservas. Os titulares fizeram trabalho de recuperação física no Ninho do Urubu. No gramado sintético, semelhante ao da Arena da Baixada, onde será disputada a partida contra o Atlético, em Curitiba, o técnico Zé Ricardo comandou treino de ataque contra defesa e de finalizações.

"Nós tínhamos feito um planejamento para conseguir uma melhor adaptação dos nossos jogadores ao tipo de gramado. A expectativa realmente era essa de trazê-los para fazerem esse treino e ter um contato maior com esse tipo de terreno", explicou o auxiliar técnico Cleber dos Santos.

Ao fim das atividades desta segunda, a delegação do Flamengo vai embarcar para Curitiba nesta noite. Na terça, Zé Ricardo dará sequência à preparação no próprio gramado sintético da Arena da Baixada.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.