Flamengo tropeça e empata com o Bolívar no Maracanã

Time rubro-negro perde a chance de encostar no Emelec, líder do Grupo 7

Marcio Dolzan, Agência Estado

13 de março de 2014 | 00h13

RIO - O Flamengo tropeçou em casa na noite desta quarta-feira e deixou escapar a chance de alcançar a liderança do Grupo 7 da Copa Libertadores. Jogando no Maracanã, a equipe ficou no empate em 2 a 2 com o lanterna Bolívar e se manteve na vice-liderança na tabela, dois pontos atrás do Emelec.

Mesmo sem poder contar com a dupla titular nas laterais - Léo Moura e André Santos foram vetados, ambos com problemas na coxa esquerda -, o Flamengo não encontrou dificuldades para ir ao ataque pelos lados no primeiro tempo. Leo foi bem pela direita e João Paulo não se intimidou pela esquerda.

O time rubro-negro teve mais volume de jogo durante praticamente toda a partida, mas conseguiu chegar pouco ao gol de Quiñonez no primeiro tempo. O Flamengo abusou dos lançamentos longos a Hernane, que foi pego três vezes em impedimento, e pecou nos arremates - ora pela linha de fundo, ora de fácil defesa para o goleiro.

Do outro lado, o Bolívar deixava nítido que seu objetivo era não perder no Maracanã. O time insistia em trocar passes em seu campo, não se furtava em recuar a bola para o goleiro e, muito eventualmente, contragolpeava - sempre com perigo, principalmente em investidas de Ferreira pelo meio.

Na etapa final o jogo voltou mais aberto. A equipe boliviana, até então restrita à defesa, passou a arriscar mais ofensivamente e abriu o marcador aos 7, em bela trama pela esquerda que terminou com gol de Capdevila. Mas, dois minutos mais tarde, Everton empatou em chute da entrada da área.

O Flamengo voltaria a pressionar a partir do gol, e a virada no marcador, novamente em gol de Everton, aos 21, deu a impressão de que o time venceria sem maiores sobressaltos. Mas Pedriel, em seu primeiro lance no jogo, empatou aos 27 e deixou o resultado em aberto.

A partir disso o time do técnico Jayme de Almeida passou a jogar quase que exclusivamente no campo de ataque. Mas aí se deparou com uma forte retranca, abusou dos passes laterais e seguiu pecando nos chutes de longe. No fim, teve que se contentar mesmo com o 2 a 2.

FICHA TÉCNICA:

FLAMENGO 2 X 2 BOLÍVAR

FLAMENGO - Felipe; Leo (Paulinho), Wallace, Samir e João Paulo; Caceres (Carlos Eduardo), Muralha, Elano (Alecsandro), Gabriel, e Everton; Hernane. Técnico: Jayme de Almeida.

BOLÍVAR - Quiñonez; Rodriguez, Cabrera e Gutierrez (Herrera); Flores, Yecerotte (Castillo), Miranda, Capdevilla (Pedriel), Arce e Callejon; Ferreira. Técnico: Xabier Azkargota.

GOLS - Capdevila, aos 7, Everton, aos 9 e aos 21, e Pedriel, aos 27 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO - Enrique Osses (Chile).

CARTÃO AMARELO - Arce, Cabrera, Pedriel e Herrera.

RENDA - R$ 2.007.147,50.

PÚBLICO - 37.809 pagantes (42.971 presentes).

LOCAL - Estádio do Maracanã (RJ).

Tudo o que sabemos sobre:
futebolFlamengoCopa Libertadores

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.