Flamengo vence e entra na briga por uma vaga na Libertadores

Resultado deixa o time carioca a dois pontos da zona de classificação para o torneio sul-americano

28 de outubro de 2007 | 18h33

Com um gol de Souza aos 16 minutos do primeiro tempo, o Flamengo bateu o América por 1 a 0 no Estádio Machadão, na tarde deste domingo, e entrou de vez na briga por uma vaga na Libertadores. Com 52 pontos, o time do técnico Joel Santana permanece na sexta colocação, só que agora a apenas dois pontos do quarto colocado, o Grêmio, que tem 54. Com um estádio lotado e dividido, o América começou a partida levando perigo a meta rubro-negra. Logo aos 3 minutos, o zagueiro Carlos Eduardo tocou para Wesley Brasília, que acertou a trave de Bruno. O susto acordou o Flamengo, que passou a dominar as ações. Usando a velocidade de seus laterais, o time da gávea criou a primeira chance aos 12 com Fábio Luciano, que livre na área cabeceou para fora. Quatro minutos depois o América não teve a mesma sorte. Após bela troca de passes do ataque rubro-negro, Maxi aciona Léo Moura, que cruza para Souza tocar para as redes e explodir a grande massa flamenguista que compareceu ao Machadão.AMÉRICA0Sérvulo; Robson, Rogélio    e Carlos Eduardo; Chiquinho (Joelan   ), Reinaldo    (João Neto), Marquinhos Mossoró (Tony), Souza e Berg; Wesley Brasília    e GeovaniTécnico: Paulo MoroniFlamengo1Bruno; Leonardo Moura, Fábio Luciano, R. Angelim e Juan; Jaílton, Cristian, Ibson e Toró (Léo Medeiros); Maxi (Obina) e Souza (Roger)Técnico: Joel SantanaGols: Souza, aos 16 minutos do primeiro tempoÁrbitro: Leonardo GacibaRenda: R$ 517.350,00Público: 32.178 pagantesEstádio: MachadãoO gol sofrido acomodou o Flamengo e fez os potiguares crescerem na partida. Usando a velocidade de Wesley Brasília, os alvirrubros dominaram a partida e criaram pelo menos cinco oportunidades de marcar antes do término da etapa inicial, sendo as principais com Wesley Brasília, que na primeira acertou a rede pelo lado de fora e na segunda o poste do gol defendido por Bruno. O América voltou com duas modificações. Joelan e Tony entraram nos lugares de Chiquinho e Marquinhos Mossoró, respectivamente. Aos dois minutos, o time quase chegou ao empate. Souza cruzou na área e três jogadores chegaram para tocar na bola. Wesley Brasília foi quem tocou, mas a bola passou rente a trave. Aos 11 Obina entra no lugar de Maxi levando a torcida ao delírio. O jogo ficou franco, com o Flamengo chegando com perigo pela direita e o América pela esquerda. Aos 15, Wesley Brasília perdeu chance incrível, após chute cruzado de Berg. Para não ficar atrás, Obina também desperdiçou chance impressionante dois minutos depois. Após cruzamento de Léo Moura o atacante, livre, cabeceou para fora. Aos 21, Souza cobrou falta com efeito e Bruno praticou mais uma boa defesa. Aos 29, o América foi para o tudo ou nada, colocando o atacante João Neto no lugar do volante Reinaldo mas foi o Flamengo que quase ampliou com Souza de cabeça. Aos 39, o Fla teve outra chance de marcar, mas Obina livre com Sérvulo desperdiçou. Na próxima rodada, o América vai até São Paulo encarar o líder São Paulo, enquanto o Flamengo recebe o desesperado Corinthians no Maracanã.

Tudo o que sabemos sobre:
Flamengo-RJBrasileirão Série A

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.