Divulgação/Site Oficial
Divulgação/Site Oficial

Flamengo vence e mantém chance remota de avançar na Taça Rio

O resultado ainda mantém remotas chances de classificação para as semifinais

LEONARDO MAIA, Agência Estado

20 de abril de 2013 | 20h56

RIO - Se Jorginho queria utilizar a partida deste sábado contra o Macaé para observar com quais garotos ele pode contar para o restante da temporada, o técnico do Flamengo ficou satisfeito. Uma equipe composta em sua maioria por garotos recém-saídos da base conseguiu uma boa virada por 3 a 1 sobre o time do Norte Fluminense, pela última rodada da Taça Rio, no Estádio Cláudio Moacyr, em Macaé.

O resultado ainda mantém remotas chances de classificação para as semifinais, mas apenas se o Fluminense perder para o Bangu, neste domingo, e o tribunal desportivo anular o empate com o Duque de Caxias (realizado no dia 6). Duas coisas altamente improváveis.

O jogo deste sábado serviu mesmo para a molecada se destacar. E não foi tão fácil quanto pareceu, pois o Macaé saiu na frente, aos sete minutos, e colocou uma certa pressão sobre os meninos. Mas Adryan, Nixon, Digão, Rodolfo, Luiz Antônio e Frauches fizeram bom papel e devem ter deixado Jorginho mais animado com as perspectivas do time para o Campeonato Brasileiro.

"Fiquei muito feliz com essa oportunidade. Tomara que seja a primeira de muitas", vibrou o lateral-direito Digão. "Foi muito emocionante. Estou há quase dois anos no Flamengo e fiz meu primeiro jogo como titular. Quase chorei."

O treinador aguarda agora a definição da data do jogo contra o Campinense, pela Copa do Brasil, mas terá tempo para preparar o time para esse confronto e a estreia no Campeonato Brasileiro, dia 26, contra o Santos.

As últimas três atuações da equipe são animadoras para a torcida - vitórias sobre Fluminense (3 a 1), Remo (3 a 0) e neste sábado contra o Macaé. Depois de um início muito ruim sob o comando de Jorginho, os jogadores parecem ter absorvido a nova metodologia.

Marco Goiano abriu o placar aos sete minutos, depois de cruzamento bem feito por Rodrigo Fernandes, e deixou o time da casa em vantagem. Mas o Rubro-negro sempre aparentou que conseguiria se recuperar, mesmo deixando a primeira etapa em desvantagem. Foram três chances claras perdidas de empatar.

Hernane, porém, não desperdiçou aos dois do segundo tempo. Após a cobrança de escanteio, ele pegou a sobra e fuzilou da pequena área. Com mais tranquilidade, a supremacia flamenguista se estabeleceu.

Aos 14 minutos, Digão cruzou, Adryan chutou e Luiz Henrique espalmou. No rebote, Nixon encheu o pé para o gol vazio. Três minutos depois, Hernane mostrou bom faro de artilheiro, ao antecipar o domínio errado do zagueiro e desarmá-lo para fazer o terceiro.

Poderia ter sido uma goleada maior, mas a boa movimentação e qualidade técnica demonstradas pela garotada certamente deixou Jorginho confiante de que pode tirar mais desse grupo rubro-negro.

MACAÉ 1 X 3 FLAMENGO

MACAÉ - Luiz Henrique (Rerysson); Edson, Diego, Vagner Eugênio e Rodrigo Fernandes; Gedeil (Dudu), Felipe Gomes, Norton e Ricardinho; Marco Goiano e Jones (Anderson Manga). Técnico - Toninho Andrade.

FLAMENGO - Paulo Victor; Digão, Wallace, Frauches e João Paulo; Luiz Antônio (Recife), Cleber Santana, Rodolfo e Adryan; Nixon (Igor Sartori) e Hernane (Lucas). Técnico - Jorginho.

GOLS - Marco Goiano, aos 11 minutos do primeiro tempo. Hernane, aos 2 e aos 17, e Nixon, aos 14 do segundo.

ÁRBITRO - João Batista de Arruda.

CARTÕES AMARELOS - Edson, Diego Macedo, Rodrigo Fernandes (Macaé); Adryan, Rodolfo, Luiz Antônio (Flamengo).

RENDA E PÚBLICO - Indisponíveis.

LOCAL - Estádio Cláudio Moacyr, em Macaé (RJ).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.