Flamengo vence Inter pela Série A2

O Flamengo largou na frente no Grupo 4 do Campeonato Paulista da Série A2 ao vencer a Internacional de Limeira, por 2 a 0, neste domingo cedo, em Guarulhos. Com melhor futebol durante todo o jogo, o time local mereceu a vitória que o deixa na briga pelo título da temporada.Nesta segunda fase, oito clubes estão divididos em dois grupos de quatro cada. Eles se enfrentam entre si, em dois turnos, que apontará os dois melhores colocados para o quadrangular final. Só o campeão da temporada vai garantir o acesso para a Série A1 em 2005.O jogo começou amarrado, com os dois times se estudando. Mas, aos poucos, o Flamengo dominou o setor de meio campo, não deu espaço na sua defesa e começou a ameaçar no ataque. A primeira grande chance, porém, saiu com Rodriguinho, da Inter, que chutou da entrada da grande área obrigando a defesa parcial do goleiro Luis Fernando. Aos 26 minutos, Marcinho entrou livre na área e chutou para grande defesa de Carioca que mandou a bola para escanteio. A melhor chance do time da casa saiu aos 30 minutos quando o goleiro Carlão foi imprudente e atropelou o veterano Nílson dentro da grande área: pênalti. Na cobrança, porém, o goleiro se redimiu ao cair bem no canto esquerdo para fazer a defesa.O próprio Nílson, de cabeça, quase abriu o placar no minuto seguinte. Mas quem fez a festa da torcida foi Marcinho, que pegou um sem pulo com o pé esquerdo sem chances de defesa para Carioca: 1 a 0, aos 41 minutos.Na volta do segundo tempo, o técnico Pintado, da Inter, estava inconformado: "Simplesmente não jogamos. Assim fica difícil ganhar qualquer jogo", comentou. Ele ainda tentou posicionar seu time mais no ataque, mas ficou exposto aos contra-ataques.Num deles, o Flamengo matou o jogo. Juliano foi lançado em velocidade, driblou o goleiro e teve calma para ajeitar a bola antes de chutar para as redes: 2 a 0, aos 25 minutos. A partir daí, a Inter ainda arriscou "o tudo ou nada", mas pouco conseguiu. Aos 42 minutos, teve sua melhor chance com uma cabeçada de Brener que atingiu a trave. Foi muito pouco.Detalhe curioso do jogo foi que o juiz Paulo José Danelon, aos 15 minutos do segundo tempo, sentiu uma fisgada na coxa esquerda e teve que ser atendido em campo. No final, ele explicou que preferiu continuar em campo "porque sentiu que não iria prejudica r em nada o jogo". O juiz reserva Marcelo Krochmalnik chegou a fazer aquecimento, mas não precisou ser usado.Os dois times voltam a campo no dia 17, sábado. A Internacional tentará se reabilitar em casa diante do Bandeirante. O Flamengo irá até Ribeirão Preto enfrentar o Botafogo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.