Wilton Junior/ Estadão Conteúdo
Wilton Junior/ Estadão Conteúdo

Flamengo vence jogo com VAR polêmico e ameaça do Bahia de não voltar para o 2º tempo

Pênalti mal assinalado na etapa inaugural prejudica equipe tricolor; partida ainda conta com três expulsões

João Nicodemus, especial para o Estadão

11 de novembro de 2021 | 21h14

Em jogo com polêmicas e expulsões, o Flamengo venceu o Bahia por 3 a 0 no fechamento da 31ª rodada do Campeonato Brasileiro na noite desta quinta-feira no Maracanã. Um pênalti a favor do time carioca no primeiro tempo causou descontentamento nos adversários, que chegaram a ameaçar não voltar para a etapa final. O jogo terminou com três jogadores expulsos, dois do Bahia e um do Flamengo.

O Flamengo entrou em campo com praticamente todo o time considerado reserva e, em entrevista antes do jogo, Renato Gaúcho afirmou que foi uma decisão conjunta com a diretoria. “Não deixamos de lado o Brasileiro, mas o nosso foco é no dia 27 (final da Libertadores)”, disse Renato. São 57 pontos para o time rubro-negro, terceiro colocado e invicto há cinco rodadas. A diferença para o líder Atlético-MG agora é de 11 pontos e de um ponto para o vice-líder Palmeiras. O Flamengo tem um jogo a menos que os rivais. 

O Bahia perdeu uma invencibilidade que durava sete rodadas, desde que o técnico Guto Ferreira assumiu o time. Com isso, o tricolor baiano termina a rodada na 16ª posição, a primeira fora da zona de rebaixamento, com 36 pontos. Com a vitórias de rivais diretos na briga contra o Z-4, o time de Guto Ferreira fica com vantagem de apenas três pontos para o Juventude, primeiro time na zona de rebaixamento.

Com a bola rolando, o Rubro-Negro comandou as ações ofensivas, mas não encontrava o caminho para o gol de Danilo Fernandes. Aos 25min, Vitinho cabeceou para fora após cruzamento de Rodinei, em lance de perigo. A tentativa abriu caminho para o gol, que aconteceu em pênalti marcado dois minutos depois. Diego Ribas tentou uma bicicleta e a bola pegou em Conti. Após consultar o VAR, o árbitro viu toque no braço e marcou pênalti, motivo de muita reclamação dos jogadores e comissão técnica do Bahia, que afirmaram ter sido prejudicados pelo terceiro jogo seguido.

Gabriel Barbosa foi para a cobrança e, como de costume, deslocou o goleiro e não desperdiçou, fazendo 1 a 0 aos 32 minutos. Este foi o 100º gol do atacante com a camisa do Flamengo. O último atleta a atingir a marca pelo time carioca havia sido Romário.

Em desvantagem no placar, o time do Bahia se soltou um pouco em campo, buscando o ataque. Mas a reação ficou ainda mais difícil aos 41 minutos, quando o lateral Matheus Bahia, que já tinha cartão, deu carrinho em Kenedy e recebeu cartão vermelho. Com um a menos, o Bahia quase empatou aos 44min. Nino Paraíba foi lançado e chutou cruzado para grande defesa de Hugo.

Insatisfeitos com a arbitragem, alguns atletas do Bahia ameaçaram não voltar do intervalo. Após atraso, o jogo foi reiniciado. O Flamengo manteve a superioridade do primeiro tempo, logo na primeira chance, Thiago Maia obrigou Danilo a fazer bela defesa. Depois, Gabriel Barbosa teve chance de fazer o segundo, mas furou.

O segundo gol saiu aos 13 minutos, quando Michael, que entrou no lugar de Kenedy, completou de cabeça o cruzamento de Vitinho para fazer 2 a 0. Um minuto após entrar, Rossi, atacante do Bahia, acertou uma cotovelada em Diego Ribas, que reagiu agarrando o adversário pelo pescoço. Após consultar o VAR, o árbitro expulsou os dois.

Os dois técnicos mudaram seus times e o ritmo de jogo diminuiu a partir daí. Já no fim do duelo, Andreas Pereira marcou um golaço. O meia fez jogada na direita, carregou para o meio e bateu no cantinho, aos 43 minutos.

O Flamengo tem compromisso diante do São Paulo no próximo domingo, no estádio do Morumbi, em jogo da 32ª rodada. Já o Bahia buscará a recuperação para se afastar do Z4 em confronto direto contra o Sport, na Arena de Pernambuco, na próxima quinta-feira, pela 33ª rodada do campeonato.

FICHA TÉCNICA

FLAMENGO 3 X 0 BAHIA

FLAMENGO - Hugo; Rodinei, Gustavo Henrique, David Luiz (Bruno Viana) e Ramon (Bruno Henrique); Diego, Andreas e Thiago Maia (Piris da Motta); Vitinho (Renê), Kenedy (Michael) e Gabigol. Técnico: Renato Gaúcho.

BAHIA – Danilo Fernandes; Nino Paraíba, Conti, Luiz Otávio e Matheus Bahia; Danielzinho (Rossi), Edson (Luizão), Raí (Ronaldo), Juninho Capixaba (Renan Guedes) e Mugni; Gilberto (Rodallega). Técnico: Guto Ferreira.

GOLS – Gabriel Barbosa, aos 32 minutos do primeiro tempo. Michael, aos 13, e Andreas Pereira, aos 43 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS – Matheus Bahia, Conti

CARTÕES VERMELHOS – Matheus Bahia, Rossi e Diego Ribas

PÚBLICO – 8.793 pagantes (9.488 no total).

RENDA – R$376.517,50.

ÁRBITRO – Vinicius Gonçalves Dias Araujo (SP).

LOCAL – Maracanã, em Rio de Janeiro (RJ).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.