Flamengo vence o Paraná e assume a liderança do Grupo 5

Mais organizado taticamente, o Flamengo venceu o Paraná por 1 a 0, nesta quarta-feira à noite, no Estádio Durival Britto e Silva, em Curitiba, e lidera o Grupo 5 da Copa Libertadores, com 7 pontos. Já o Paraná caiu para a segunda posição, com 6 pontos. Foi um presente para o técnico Ney Franco, que completou 50 jogos à frente do time carioca. Agora, os dois time voltam a se enfrentar, no dia 21, desta vez no Maracanã. No mesmo grupo, o Real Potosí está com 2 pontos e o Union Maracaibo com 1. O jogo começou com muita correria e nervosismo de ambos os lados. No entanto, mais experiente, o Flamengo preferiu apostar nos possíveis erros do adversário. Eles aconteceram e foram fatais para o Paraná Clube. Aos 19 minutos, em falha do meia Gerson, a bola sobrou para Souza que, travado por João Vítor, acertou na trave. Pior para o zagueiro do Paraná. Juntamente com a bola, Souza acertou seu antebraço esquerdo, que foi fraturado. Ele poderia se submeter a cirurgia ainda na madrugada. O técnico Zetti, que optara por três zagueiros por não poder contar com o meia Dinelson, que está contundido, mudou o esquema. Colocou o meia Joelson e momentaneamente desestruturou o time. Tanto que, logo depois, aos 23 minutos, Léo Moura cruzou e Renato, sozinho, venceu o goleiro Flávio, que não teve nem forças para levantar os braços e tentar evitar o gol. O Paraná até ensaiou algumas jogadas mais perigosas, mas a defesa flamenguista estava bem postada. O Flamengo continuou explorando os contra-ataques velozes e os erros de marcação do adversário. Assim Souza, aos 37, e Juninho, aos 43, entraram livre, mas Flávio salvou. O Flamengo não alterou a tática de jogo para o segundo tempo. Os jogadores desdobravam-se na marcação e ficavam na defesa esperando o Paraná. Quando a bola sobrava limpa, a descida para o ataque era rápida e envolvente. O time paranaense, por seu lado, sentia a falta de um armador e procurava o ataque desordenadamente. Quando chegava lá, os atacantes desperdiçavam as possibilidades de empate. Melhor para o Flamengo, que pode comemorar a liderança sem muitos sustos e ainda foi brindado com os gritos de olé de sua torcida. PARANÁ 0 X 1 FLAMENGOParaná - Flávio; Daniel Marques, Neguette e João Vítor (Joelson); André Luiz, Beto, Xaves (Vinícius Pacheco), Gerson e Egídio; Henrique (Lima) e Josiel. Técnico: Zetti. Flamengo - Bruno; Léo Moura, Ronaldo Angelim, Irineu e Juan; Paulinho, Renato Augusto, Renato e Juninho Paulista (Salino); Roni (Léo Medeiros) e Souza (Leonardo).Técnico: Ney Franco. Gol - Renato, aos 23 minutos do primeiro tempo. Árbitro - Leonardo Gaciba da Silva. Cartão amarelo - Souza, Juninho Paulista e Gerson. Cartão vermelho - Neguette. Renda - R$ 344 mil. Público - 15.640 pagantes. Local - Estádio Durival de Britto e Silva, em Curitiba (PR).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.