Sergio Castro/AE
Sergio Castro/AE

Flamengo vence o Santos de virada e encerra escrita na Vila

Time rubro-negro comemora mil jogos no Brasileirão e ganha de presente primeira vitória na casa santista

Alan Rafael Villaverde, estadao.com.br

26 de julho de 2009 | 18h04

O domingo na Vila Belmiro foi de festa, mas não para a torcida do Santos, e sim para a do Flamengo, que venceu o jogo de virada por 2 a 1, válido pela 14.ª rodada do Campeonato Brasileiro. Além de celebrar o milésimo jogo, o Rubro-negro carioca sai da Vila Belmiro com a primeira vitória em jogos oficiais na casa do time praiano, e agora soma 20 pontos, deixando o rival paulista para trás, com 17 pontos, e novamente numa posição nada confortável na classificação.

Veja também:

linkSantos anuncia contratação do volante Emerson

linkFrustrado, Luxemburgo critica comportamento do Santos

especialMASCOTES - Baixe o papel de parede do seu time

especialVisite o canal especial do Brasileirão

Brasileirão 2009 - lista Tabela | tabela Classificação

especialDê seu palpite no Bolão Vip do Limão

A primeira vitória do Flamengo na Vila Belmiro, justamente em seu milésimo jogo do Brasileirão, não poderia ter vindo em hora mais apropriada. Cercados por polêmica com a passagem de Cuca, demitido no final da semana passada, os jogadores rubro-negros querem vida nova. "Não tem mais conversa [sobre Cuca levar informação de atletas à imprensa", disse o goleiro Bruno, que concluiu: "Não estávamos num bom momento, mas vencemos um jogo importante e agora é manter o bom momento. Seja com o Andrade ou não."

Como esperado, Andrade foi quem comandou o Flamengo diante do Santos. Emocionado, o ex-jogador saiu de campo chorando pela vitória e a quebra da escrita. Sempre tendo suas oportunidades como interino, Andrade agora soma nove vitórias, sete derrotas e três empates.

AMOR E PROFISSÃO

Outro flamenguista de coração, Vanderlei Luxemburgo, esperava pela segunda vitória do Santos sob seu comando, mas o time foi apático na primeira etapa, tendo como chance apenas um chute rasteiro de Neymar, defendido por Bruno, aos 46. "Faltou concluir em gol. Tivemos algumas chances; precisamos melhorar no segundo tempo", comentou Paulo Henrique, o Ganso.

Com a mesma ideia de seu jogador, Luxemburgo modificou a equipe ao colocar Robson e Tiago Luís nos lugares de Roberto Brum e Neymar, respectivamente. Mesmo assim, parecia que o dia não seria santista. O time errava passes no meio-campo. Os laterais não desciam com frequência - por causa do receio do técnico com os alas adversários - e os atacantes nada conseguiam fazer.

Com mais posse de bola e com Adriano lutando com a dupla de zaga santista, o Flamengo foi superior na segunda etapa, mas foi o Santos que resolveu dar algum ânimo ao jogo aos 29, quando Robson avançou como quis no meio do campo e chutou para vencer o goleiro Bruno.

 Santos1
Felipe; Pará, Fabão, Domingos (André Astorga) e Léo; Roberto Brum     (Robson), Rodrigo Souto, Germano      e Madson; Paulo Henrique Ganso e Neymar (Tiago Luís)
Técnico: Vanderlei Luxemburgo
 Flamengo2
Bruno; Wellinton, Airton, Ronaldo Angelim e Leonardo Moura; Willians    , Toró     (Bruno Paulo), Kleberson e Everton; Emerson (Fierro) e Adriano
Técnico: Andrade (interino)
Gols: Robson, aos 29; Adriano, aos 32 e Pará (contra), aos 43 minutos do segundo tempo

Árbitro: Heber Roberto Lopes

Renda: R$ 252.850,00

Público: 10.633 pagantes

Estádio: Vila Belmiro, Santos (SP)

PRESENTE PARA A NAÇÃO RUBRO-NEGRA

A torcida santista já comemorava a segunda vitória consecutiva na "quarta era" de Luxemburgo quando Adriano passou por André Astorga e chutou forte para empatar o jogo aos 32 minutos. "O garoto [Felipe] já havia feito duas boas defesas e evitado meu gol, mas naquele lance não teve jeito".

O empate parecia o resultado final, já que os dois times mantinham a postura acanhada desde o início da partida, mas Pará, num lance infeliz, presenteou o adversário com a vitória. Aos 42, o lateral se precipitou e tocou a bola para o fundo de seu próprio gol, dando fim a principal escrita no clássico entre os dois clubes.

Agora, o Santos busca a reabilitação diante do Náutico na quarta-feira, às 19h30, nos Aflitos, enquanto o Flamengo quer a segunda vitória com Andrade no comando na partida contra o líder Atlético-MG na quinta, às 21 horas, no Maracanã.

NOTAS

Zé Carlos, goleiro que marcou época no Flamengo, morreu vítima de câncer aos 48 anos, no sábado, e foi homenageado pela equipe e pela CBF, com um minuto de silêncio antes do jogo +++ Madson participou de quase todos os jogos do Santos nesta temporada, ficando de fora apenas na partida contra o Mogi Mirim, pelo Campeonato Paulista +++ A última vitória do Flamengo sobre o Santos, na Vila Belmiro, havia acontecido num amistoso em 1976, também por 2 a 1; curiosamente, o técnico santista, Vanderlei Luxemburgo, marcou um dos gols da vitória do time carioca +++ Roberto Brum, com o terceiro cartão amarelo recebido, desfalca o Santos contra o Náutico; o volante recebeu uma bronca de Luxemburgo ao ser substituído.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.