Flamengo vence Volta Redonda pelo Estadual do Rio

Destaque da vitória por 2 a 1 é o atacante Diego Tardelli, que balança as redes em sua estréia

07 de fevereiro de 2008 | 21h53

Para o torcedor do Flamengo, o único ponto positivo da sofrível vitória por 2 a 1 sobre o Volta Redonda, na noite desta quinta-feira, no Maracanã, foi a boa estréia do atacante Diego Tardelli, que anotou o segundo gol e participou ativamente da partida. Com o resultado, o Flamengo chega a 10 vitórias consecutivas no estádio e garante o primeiro lugar do Grupo A da Taça Guanabara - primeiro turno do Carioca - com uma rodada de antecedência, mesmo que perca para o Fluminense no domingo.     Mal a bola começou a rolar, e o Flamengo abriu o marcador. Kleberson cruzou da direita, Souza ajeitou de cabeça e Juan completou dentro da pequena área, aos dois minutos. O time da Gávea tocava a bola com tranqüilidade e tinha espaços para as penetrações, mas também cedia campo ao Volta Redonda, que resolveu avançar. O preço da ousadia foi pago aos 24 minutos, quando Souza fez boa jogada pela esquerda e passou para o estreante Tardelli, que dominou livre e escolheu o canto. Flamengo 2 Bruno    ; Luizinho    , Rodrigo (Rodrigo Arroz    ), Ronaldo Angelim e Juan; Jaílton, Jônatas, Ibson     e Kléberson (Marcinho); Diego Tardelli     (Obina) e Souza    Técnico: Joel Santana Volta Redonda 1 Edinho; Júlio Cézar    , Alemão, Aílson (Vinícius) e Hamilton (Marcinho); Alexandre, Butti, Gláuber e Leandro Senna (Lecheva); Fábio e Léo Guerra Técnico: Alexandre Gama Gols: Juan, aos 2, Diego Tardelli, aos 24, e Gláuber, aos 45 minutos do primeiro tempoÁrbitro: Pathrice Wallace MaiaPúblico: 13.787 pagantesEstádio: Maracanã A vantagem de dois gols, porém, deixou o Flamengo negligente. O time dominava, mas sempre tentava um toque a mais ao invés de finalizar. O Volta Redonda atacava com mais intensidade, e foi premiado aos 45 minutos. Gláuber invadiu a área pela esquerda e chutou firme no ângulo de Bruno.   A modorra flamenguista continuou na segunda etapa. Lento, o Flamengo atacava sem disposição e arriscava-se a levar o empate em uma partida que poderia ser fácil. Fábio perdeu a chance do segundo gol do Volta Redonda aos 30 minutos. O técnico Joel Santana tentou animar as coisas colocando Obina no lugar de Tardelli, mas de nada adiantou. Recuado e sem motivação, o Flamengo cozinhou o jogo para garantir a vitória, ouvindo algumas vaias da torcida.  

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.