Flamengo vira e derrota o Internacional no Maracanã

Time rubro-negro faz 2 a 1 e assume a liderança do Brasileirão; confira a classificação

Bruno Lousada, O Estado de S. Paulo

24 de maio de 2008 | 20h17

O Flamengo assumiu a liderança do Campeonato Brasileiro ao derrotar de virada o Internacional, por 2 a 1, ontem à noite, no Maracanã. Com a importante vitória, a equipe rubro-negra chegou aos 7 pontos e segue invicta na competição - são dois triunfos e um empate. Já o time de Porto Alegre, comandado por Abel Braga, permanece com 3 pontos. Veja também: Classificação e resultados Atuais campeões estaduais, Flamengo e Internacional tentam superar um trauma recente. A equipe rubro-negra deu vexame na Taça Libertadores da América - perdeu a vaga para o América do México, em pleno Maracanã - e até hoje não se recuperou do baque. Já o time gaúcho ainda não digeriu a eliminação da Copa do Brasil para o Sport. No primeiro encontro do Flamengo com a torcida no Maracanã depois do fiasco na Libertadores, o clima era de cobrança. Uma faixa foi estendida na arquibancada com os dizeres: "O Brasileiro é obrigação". O time rubro-negro sentiu a pressão nos 45 minutos iniciais. O volante Jaílton foi o mais perseguido. A cada toque na bola que ele dava, a torcida pedia sua saída da equipe. O Internacional tirou proveito da situação. Foi para o intervalo com 1 a 0 no placar e poderia ter feito mais. Nilmar foi o autor do gol. Ele recebeu passe genial de Alex, invadiu sozinho a área rival e finalizou com categoria. Resultado: bola na rede. O Flamengo voltou para a segunda etapa com uma postura mais ofensiva e não se arrependeu. Marcinho aproveitou rebote do goleiro Renan depois de cabeçada do zagueiro Fábio Luciano e empatou o clássico: 1 a 1, aos 5 minutos. Marcinho é o artilheiro do Flamengo na temporada, com 11 gols.  Flamengo2Bruno; Léo Moura, Fábio Luciano    , Ronaldo Angelim e Juan; Jaílton (Jônatas    ), Cristian    , Toró e Marcinho (Renato Augusto); Diego Tardelli e Souza (Obina)Técnico: Caio Júnior Inter1Renan; Jonas    , Indio, Sidnei e Marcão     (Gil); Danny Morais (Adriano), Ji-Paraná (Andrezinho), Ramon e Alex; Nilmar e FernandãoTécnico: Abel BragaGols: Nilmar, aos 33 minutos do primeiro tempo; Marcinho, aos 5, e Souza, aos 9 minutos do segundo tempoÁrbitro: Evandro Rogério Roman (Fifa/PR)Estádio: MaracanãPouco tempo depois, Diego Tardelli arrancou, driblou o goleiro e foi derrubado. No entanto, a bola sobrou para Souza, que quebrou seu jejum de gols. Ele não balançava as redes havia oito jogos. O duelo, então, pegou fogo. Ficou lá e cá. Nilmar pode ter empatado o confronto, mas deu azar. Ele driblou o goleiro Bruno e chutou para o gol vazio. Atento, o lateral-direito Leonardo Moura deu um carrinho e, em cima de linha, interceptou a bola. OUTROS JOGOSNo Olímpico, o Grêmio derrotou o Náutico por 2 a 0, com gols de Léo e Perea. Com o resultado, o time gaúcho foi para sete pontos, o mesmo número do Flamengo. Já no Barradão, o Vitória conquistou seu primeiro triunfo no retorno à elite ao golear o Figueirense por 4 a 0.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.