Márcia Feitosa/Vipcomm-06/01/2010
Márcia Feitosa/Vipcomm-06/01/2010

Flamengo volta a campo ainda sem suas estrelas

O técnico Andrade não pode contar com Vágner Love e Adriano contra o Volta Redonda

AE, Agencia Estado

20 de janeiro de 2010 | 08h37

Enquanto as estrelas não entram em campo, os demais jogadores flamenguistas tentam mostrar que podem ser muito úteis ao técnico Andrade ao longo da temporada. Sem Vágner Love, Adriano e Petkovic, o Flamengo vai a Volta Redonda enfrentar o time da casa nesta quarta-feira, a partir das 18h30, no Estádio Raulino de Oliveira, pela segunda rodada da Taça Guanabara.

Em relação ao time da estreia, que venceu o Duque de Caxias no domingo, o único titular da temporada passada que reaparece nesta quarta é o zagueiro Ronaldo Angelim. Mas o torcedor do Flamengo também poderá ver o meia sérvio Petkovic, que ficará como opção no banco de reservas e deve entrar durante o segundo tempo.

"Vou levá-lo para o banco para a última meia hora do jogo. A meia hora do Pet é muito importante para mim. Mas tudo vai depender de como for a partida", explicou Andrade, que ainda não pode contar com a dupla de ataque titular. Adriano se recupera de queimadura no pé esquerdo, enquanto Vágner Love não está inscrito.

Assim, Obina segue como principal arma ofensiva do Flamengo. Ele, inclusive, quer aproveitar as oportunidades para se exibir a possíveis compradores. A diretoria flamenguista tenta negociar o atacante em definitivo, uma vez que em dezembro se encerra o contrato atual e ele poderia transferir-se livremente para outro clube sem retorno para o Flamengo.

Bruno Mezenga deve formar a dupla de ataque com Obina. O meia Erik Flores, que fez a função contra o Duque de Caxias, não agradou a Andrade. "O Obina ficou muito isolado no primeiro tempo. Com a entrada do Mezenga, acho que o time melhorou, pressionou e criou mais oportunidades de gol", disse o técnico.

No meio de campo, Willians é outro desfalque nesta quarta. O volante torceu o tornozelo e será substituído por Fernando, que estreou com a camisa flamenguista fazendo o gol da vitória sobre o Duque de Caxias.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolCampeonato CariocaFlamengo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.