Flamengo volta sem Edílson e Gamarra

O atacante Edílson e o zagueiro Gamarra foram as principais ausências na reapresentação dos jogadores do Flamengo. Enquanto Gamarra não conseguiu passagem para voltar do Paraguai, Edílson ganhou da diretoria mais dois de folga. A boa notícia para os jogadores rubro-negros foi a promessa dos dirigentes de que amanhã será depositado mais um mês dos três de salários atrasados. "Nós fizemos nossa parte. Agora, cabe a diretoria reconhecer nosso esforço para prosseguirmos com nossa campanha vitoriosa", festejou o goleiro Júlio César. O vice-presidente de Futebol do Flamengo, Walter Oaquim, ainda informou que o clube assinou um convênio com o Peruggia, da Itália. A intenção do Rubro-Negro é a de mandar para a Europa os jogadores formados nas divisões de base do clube, que não forem aproveitados na equipe profissional, para valorizá-los. Em caso de negociação do passe de algum atleta brasileiro, o valor arrecadado será dividido pelos dois clubes. "Vou para a Itália finalizar as negociações. Quero colocar esses jogadores que ficam aqui somente treinando para jogar", disse Oaquim.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.