Infográfico/Estadão
Infográfico/Estadão

Flamengo x Palmeiras: horário, onde assistir ao vivo e escalações

Clássico nacional ganha ares de decisão pela posição dos dois clubes na classificação do Brasileirão

Gonçalo Junior, O Estado de S.Paulo

26 Outubro 2018 | 18h43

Palmeiras x Flamengo se enfrentam neste sábado, às 19 horas, no Maracanã, no confronto direto dos líderes do Campeonato Brasileiro. O time de Felipão defende a liderança do torneio com quatro pontos de vantagem para o Flamengo (62 a 58). Se vencer, o Palmeiras dá um grande passo rumo ao título de 2018. Se perder, o time será pressionado nas próximas rodadas finais.

O jogo do Rio de Janeiro será transmitido pelos canais Premiere (pay-per-view). Felipão tem muitos problemas para escalar a equipe. São quatro jogadores suspensos: Mayke, Bruno Henrique, Lucas Lima e Deyverson. Além disso, o treinador terá de administrar o desgaste físico, pois o jogo de volta das semifinais da Libertadores diante do Boca Juniors será na próxima quarta-feira, dia 31 de outubro (na ida, 2 a 0 para os argentinos). O Palmeiras deverá ser escalado com Weverton; Thiago Santos (Gómez), Antônio Carlos, Edu Dracena e Victor Luis; Felipe Melo, Moisés e Dudu; Hyoran, Willian e Borja.

O Flamengo precisa vencer para manter suas chances de título. Ao longo da semana, o clube viveu momentos de instabilidade após o goleiro Diego Alves se recusar a viajar com o clube para o Paraná após ficar na reserva. Sua situação está indefinida, mas o titular deverá ser Cesar. O técnico Dorival Junior afirmou que a vitória é fundamental. A escalação provável é Cesar; Pará, Réver, Léo Duarte e Renê; Cuéllar, Willian Arão, Lucas Paquetá, Everton Ribeiro e Vitinho; Uribe.

Contratado por 10 milhões de euros, na contratação mais cara da história rubro-negra, Vitinho teve um início difícil, sofreu com as críticas, mas se tornou um dos pilares do time com Dorival Junior. "É o jogo mais importante do ano, por ser contra o líder, confronto direto. Trabalhando bem e conquistando a vitória, a gente encosta no Palmeiras. A gente tem que vencer a partida, que vai nos colocar mais próximo para brigar", disse o atacante.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.