Flamenguista Ramon encara jogo com o Vasco como uma final

As duas equipes do Rio se enfrentam neste sábado, às 19h30, no Engenhão

AE, Agência Estado

22 de novembro de 2012 | 10h01

RIO - Embora o Flamengo já não tenha nenhum objetivo a buscar nas rodadas finais do Campeonato Brasileiro, o lateral-esquerdo Ramon ressaltou que está altamente motivado para disputar o clássico contra o Vasco, neste sábado, às 19h30, no Engenhão. Ex-jogador do clube vascaíno, antes de ser negociado com o Corinthians e posteriormente emprestado ao rubro-negro carioca, ele não esconde a satisfação por já ter derrotado a equipe cruzmaltina no primeiro turno deste Brasileirão.

Ramon, por sinal, criou a jogada que resultou no gol do atacante Vagner Love no triunfo por 1 a 0 sobre o Vasco, no último duelo entre os dois times na competição nacional, e agora espera derrotar o seu ex-clube mais uma vez.

"Para mim principalmente (o jogo tem importância). Considero como uma final, um jogo importante. Está valendo título para mim. Como ganhamos o primeiro jogo, quero ganhar o segundo para que a gente saia invicto contra eles (vascaínos) no Brasileiro. E motivação não falta para mim nesse jogo. Todos sabem que é o jogo que eu mais quero jogar no ano", enfatizou o lateral, em declaração publicada nesta quinta-feira pelo site oficial do Flamengo. "Espero que a gente consiga a vitória e que eu participe do gol, como foi no primeiro turno", completou.

Ramon está emprestado ao clube da Gávea até o final deste ano, depois de ter sido contratado pelo Corinthians anteriormente para ser o reserva imediato de Fábio Santos. E, como não conseguiu ter muito espaço na equipe corintiana, espera poder seguir no time flamenguista na próxima temporada.

"Quem sabe eu possa estar ajudando e até fazendo um gol. Se sair um gol, eu vou ser muito abençoado e vou coroar essa metade do ano na qual eu cheguei ao Flamengo. Espero continuar firme e forte no ano que vem", encerrou o lateral.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolBrasileirãoFlamengoRamonVasco

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.