Flávio Adauto pede demissão e bate pesado em Duprat

Flávio Adauto deixou o cargo de vice-presidente de Comunicação do Corinthians na tarde desta terça-feira, antes mesmo do início da reunião do Conselho Deliberativo. O dirigente saiu atirando contra o empresário Renato Duprat, intermediário entre o clube e sua parceira, a MSI. ?Não dá para aceitar uma pessoa como o Renato Duprat exercendo o papel de vice de Comunicação, vice de Futebol, vice Internacional do Corinthians?, declarou Flávio Adauto ao Portal Estadão . ?Ele faz ruborizar o Gepeto e o Pinóquio [personagem de filme de Walt Disney que tem o nariz aumentado sempre que contava mentiras].?O fato que levou Adauto a tomar tal atitude foi a ida de Duprat a Brasília na sexta-feira, quando, ao lado de Alberto Dualib e Nesi Curi, reuniu-se com o presidente Lula. ?É uma vergonha uma pessoa como o Duprat representar o Corinthians em Brasília, não dá?, prosseguiu. ?Ele vem iludindo o Corinthians com falsas promessas.?Outro motivo importante para a decisão tomada pelo dirigente é a reaproximação entre Dualib e o ex-vice de Futebol Antonio Roque Citadini, cuja chapa venceu o pleito para o Conselho de Orientação, o Cori.Citadini, inimigo político de Adauto, sempre foi o maior opositor à parceria com a MSI, e, por isso, afastou-se do poder e de Dualib nos últimos dois anos. ?Não gosto nem de citar o nome desse cidadão [Citadini]?, prosseguiu Adauto, que deverá ir ao Parque São Jorge nesta quarta apenas para retirar seus pertences do clube. ?A partir de agora seguirei apenas como conselheiro vitalício.?

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.