Joédson Alves/EFE
Joédson Alves/EFE

Flores não se incomoda com a condição de zebra do Peru diante do Uruguai

Seleções se enfrentam no sábado, na Arena Fonte Nova, pelas quartas de final da Copa América

Redação, Estadão Conteúdo

26 de junho de 2019 | 23h10

A condição de zebra do Peru diante do Uruguai para o confronto deste sábado, às 16 horas, na Arena Fonte Nova, em Salvador, pelas quartas de final da Copa América, não incomoda o meio-campista Édison Flores. "Sempre as outras seleções são favoritas quando jogam contra o Peru, mas nós temos crescido muito, apesar de termos terminado mal a primeira fase", disse o atleta, referindo-se à goleada sofrida diante do Brasil por 5 a 0.

Flores afirmou que a partir de agora é uma nova competição e acredita que a seleção peruana vá realizar seu melhor jogo na competição continental diante dos uruguaios. "Vamos apresentar um boa versão de nossa equipe".

O peruano analisou o rival, que considera "forte e muito compacto". "Conhecemos muito bem o Uruguai. Temos de anular seus pontos fortes, dominar a bola e sair jogando em busca das alternativas ofensivas", afirmou.

Apesar de toda a confiança, Flores admite que a grande preocupação peruana é a disputa das Eliminatórias da Copa do Mundo de 2022. "Estamos conscientes do que precisamos fazer. Nossa maior concentração está em conseguir a classificação para o Mundial".

O técnico argentino Ricardo Gareca deverá fazer alterações na equipe, que poderá voltar a adotar a tática 4-2-3-1. Nesta quarta-feira, os jogadores treinaram pela manhã no estádio de Pituaçu, sob um calor de 28 graus.

Na zaga, Gareca pode colocar Carlos Zambrano e Ánderson Santamaría nos lugares de Luis Abram e Miguel Araújo. André Carrillo pode entrar no meio de campo, enquanto que Edison Flores vai ocupar a vaga de Jefferson Farfán, cortado por causa de uma lesão no joelho esquerdo. Paolo Guerrero fica mais à frente.

Nesta quinta-feira, a seleção peruana volta a treinar pela manhã, em Pituaçu, no penúltimo ensaio de Gareca para enfrentar o Uruguai.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.