Divulgação/Avaí
Divulgação/Avaí

Florianópolis aumenta regras de isolamento e garante estádios de futebol fechados

Prefeitura publica novo decreto e fortalece regras de isolamento social na cidade de Santa Catarina

Redação, Estadão Conteúdo

23 de junho de 2020 | 11h07

A prefeitura de Florianópolis não cedeu à pressão do Avaí, que ameaça não disputar o Campeonato Catarinense caso o Estádio da Ressacada não seja liberada para jogos. O novo decreto fez aumentar as regras de isolamento social na cidade e proibiu práticas esportivas em ao menos 15 dias, indo além da data prevista pela Federação Catarinense de Futebol (FCF) para a retomada do Estadual, que seria 8 de julho.

A explicação pela tomada de decisão se dá pelo aumento de casos do novo coronavírus na cidade, de modo que ela mudou sua classificação de "risco moderado" para "alto risco" de contaminação. A prefeitura tratará todas as situações envolvendo a covid-19 com mais rigor. Quem sair sem máscara, por exemplo, poderá levar uma multa no valor de R$ 1.250. A cidade ficou mais de 30 dias sem registrar uma única morte.

A prefeitura ainda foi enfática ao afirmar que "as arenas de esportes e quadras esportivas comerciais e não comerciais estão fechadas". "Os números que temos hoje, contratamos há 14 dias. Os números daqui a 14 dias vamos contratar hoje. Escolhemos contratar segurança e controle. Não é uma questão de 'se fecha ou não', era uma questão de quando fechar", disse o prefeito Gean Loureiro.

Antes da decisão, a Secretaria Municipal de Saúde já havia afirmado que a pretensão é para realização de jogos na cidade apenas em agosto. Com isso, Avaí e Figueirense precisarão encontrar novos lugares para receberem as partidas do Campeonato Catarinense, se foram realizados em julho mesmo. O Estado de Santa Catarina tem 17.937 casos confirmados do novo coronavírus, com 256 mortes, até o início desta terça-feira.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.