Flu acusa Fla de usar jogador irregular

O Fluminense encaminhou um recurso nesta terça-feira ao presidente do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), Luiz Zveiter, com o objetivo de ganhar os pontos da partida contra o Flamengo, quando foi goleado por 4 a 1, no domingo. A alegação do Tricolor é a de que o lateral-direito rubro-negro Luciano Baiano estava com sua situação contratual irregular.No recurso encaminhado ao presidente do STJD, o advogado do Fluminense, Eduardo Moraes, argumentou que o nome de Luciano Baiano não constou do Boletim Informativo Diário (BID) do Departamento de Registro da Confederação Brasileira de Futebol. Em seguida, também acusou de haver irregularidade em seu contrato e aventou a possibilidade de o atleta ter jogado ainda vinculado à Ponte Preta, seu ex-clube.O Flamengo refutou as acusações e lembrou que Luciano Baiano atuou protegido por uma liminar expedida pelo próprio presidente do STJD. "O Departamento de Registro da CBF nos deu uma declaração reconhecendo seu erro ao não publicar o nome do atleta no BID. Diante disso, conseguimos a liminar", disse o vice-presidente de Relações Exteriores do Flamengo, Michel Assef.Sobre a possibilidade da existência de dois contratos, a hipótese foi negada pelo procurador de Luciano Baiano, Oliveira Júnior. De acordo com ele, a documentação da rescisão de contrato entre a Ponte Preta e o jogador foi entregue ao Flamengo no dia 3 de abril, fato confirmado por Assef.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.