Flu corre para recuperar contundidos

Os médicos do Fluminense continuam trabalhando intensamente para tentar garantir a escalação do zagueiro Rodolfo e do meia Carlos Alberto, na partida com o Juventude, domingo, no Maracanã, pela última rodada do Campeonato Brasileiro. Os jogadores recuperam-se de problemas musculares e não querem desfalcar a equipe em um momento tão decisivo para o Tricolor. Basta um empate para os cariocas escaparem do rebaixamento. "Ainda não sei se eles vão atuar. É uma corrida contra o tempo. Ambos querem jogar por causa da situação, mas são contusões que demandam uma análise mais demorada", afirmou o médico Michel Simoni. Segundo ele, o treino de sexta-feira será decisivo para a escalação dos dois atletas. Mas já adiantou que, caso entrem em campo, ambos não devem estar em suas completas condições físicas.O atacante Romário, porém, está completamente recuperado da pancada na coxa e garantiu sua presença na partida. Hoje, ele não compareceu ao treinamento nas Laranjeiras, mas ligou para avisar que realizaria o trabalho de sempre com o preparador físico, Armando Marcial, e seu fisioterapeuta particular, Fernando Lima, numa clínica na Barra da Tijuca, zona oeste do Rio. Para o técnico Renato Gaúcho, Romário será de suma importância no jogo com o Juventude. Principalmente para evitar que os jovens jogadores do elenco se abatam com a necessidade de, pelo menos, empatar a partida. "Ele tem experiência e pode passar isso ao grupo. Sem contar o perigo que representa aos zagueiros adversários", afirmou o treinador.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.