Flu estréia técnico no clássico contra Vasco

Depois da fracassada missão declassificar a seleção brasileira para os Jogos de Atenas, otécnico Ricardo Gomes volta a trabalhar em um clube. Apresentadona sexta-feira como o novo treinador do Fluminense, ele jáestréia neste domingo no clássico com o Vasco, às 18 horas, noMaracanã, pelo segundo turno do Campeonato Carioca. E o desafio é ainda maior porque Ricardo Gomes nãopoderá contar com o meia Roger e o atacante Edmundo, ambosmachucados. Para seu alívio, o time vascaíno não terá MarcelinhoCarioca, com um problema muscular. A esperança de Ricardo Gomes está nos dois remanescentesdo quarteto de estrelas do Fluminense: Ramon e Romário. Otreinador espera que os dois ajudem a equipe a conquistar maisuma vitória na competição. E como não teve muito tempo parafazer análises dos jogadores ou treinar com eficiência umesquema tático, ele vai manter a formação que derrotou aPortuguesa, na quinta-feira. O zagueiro Rodolfo, que trabalhou com Ricardo Gomes naseleção pré-olímpica, fez diversos elogios ao novo comandante dotime. "Ele tem bom relacionamento com os atletas e conversabastante. E cobra profissionalismo. Tem tudo para dar certo",afirmou o jogador. No Vasco, a decepção de não poder escalar Marcelinhomais uma vez era nítida no semblante de Geninho. "Ele é umaausência muito sentida", disse o treinador. Mas a equipevascaína deve ter uma novidade. O meia Beto, recuperado decontusão, espera ser confirmado entre os titulares. Mas atendência é a de que o jogador fique no banco de reservas. "Estou bastante ansioso para voltar. Chega de ficarparado", declarou Beto. Geninho, por sua vez, não quisantecipar se o atleta será aproveitado desde o início ou nodecorrer da partida. "Não vou colocá-lo numa fria." Com relação aos desfalques do Fluminense, Geninho disseque seria bom para o espetáculo que todos os jogadoresestivessem presentes no clássico. "Mas, pensando comoadversário, é bom que o Roger e o Edmundo estejam fora", falou,ressaltando logo em seguida que o Tricolor tem um grupo muitobom.

Agencia Estado,

07 de março de 2004 | 10h26

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.