Flu investe em destaques do Paulista

Coincidência ou não, o Fluminense passou a investir em jogadores do Paulista, com quem vai disputar a final da Copa do Brasil, dois meses depois de fazer o mesmo com o Volta Redonda, na semana que antecedeu à decisão do Campeonato Carioca. Agora, a diretoria do clube carioca vem a público anunciar o interesse por Cristhian, um dos destaques da equipe de Jundiaí.O Fluminense também reiterou que deseja ter Márcio Mossoró para a seqüência do Brasileiro - as negociações com este jogador, porém, iniciaram-se semanas atrás, quando ninguém podia prever que o Paulista chegasse à última fase da Copa do Brasil.O presidente do Fluminense, Roberto Horcades, negou que o clube esteja agindo com o propósito de tumultuar o ambiente do adversário.Na final do Carioca, o goleiro Lugão e o lateral Schneider tiveram atuação apagada. Os dois foram anunciados dias antes da partida decisiva como reforços certos do Fluminense após o campeonato.Lugão falhou feio no gol do título do Fluminense. Depois, não foi contratado, sob a alegação de que precisava se curar primeiro de um problema cardíaco.Risco de demissão - A vitória sobre o Ceará por 4 a 1, em Fortaleza, na noite de quarta-feira, resultado que garantiu ao Fluminense a classificação para a final da Copa do Brasil, foi um pouco ofuscada por causa da ameaça da diretoria do clube de punir o meia Felipe. Ele está suspenso pela justiça esportiva até 6 de julho e, embora venha recebendo os salários em dia, faltou a dois treinos, sem apresentar justificativa.O presidente Roberto Horcades disse que terá uma "conversa extremamente séria" com o atleta. "Pode ser a última", declarou. O dirigente está desapontado com Felipe e considera sua atitude antiprofissional. A possibilidade de ele ser dispensado aumenta cada vez que o time conquista bons resultados e se credencia à disputa de títulos.Felipe foi punido com seis meses de suspensão por causa de agressão a um jogador do Campinense, em jogo pela primeira fase da Copa do Brasil. Depois da condenação em duas instâncias, o Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) decidiu converter um terço da pena em entrega de cestas básicas a uma instituição de assistência a jogadores de futebol.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.