Flu joga sem Romário em Caxias do Sul

O Fluminense entra em campo amanhã, às 21h40, para enfrentar o Juventude pela segunda fase da Copa do Brasil, em Caxias do Sul, sob o reflexo da briga velada entre o técnico Ricardo Gomes e o artilheiro Romário. Desde que assumiu a equipe no início do mês, o treinador vem tentando acabar com os privilégios do atacante no clube, o que tem provocado pequenos desentendimentos entre ambos. Hoje, por exemplo, o atleta não foi escalado entre os titulares. "A idéia foi a de poupá-lo para que esteja melhor na seqüência. Conto com o Romário no jogo de volta e para as semifinais da Taça Rio", disse hoje Ricardo Gomes, ao embarcar para Caxias do Sul, informando que o artilheiro não viajaria porque tinha a necessidade de fazer um exame. "Estamos fazendo tudo para que o Romário tenha um ano sem contusões. Isso faz parte do planejamento." Apesar do discurso, na terça-feira, Ricardo Gomes frisou que Romário estaria em campo para enfrentar o Juventude. Hoje, o treinador mudou o discurso e disse que, ao confirmar o artilheiro entre os titulares, não sabia que havia um exame marcado. Mas, o fisiologista do Fluminense, Maurício Negri, contou que somente na tarde de terça-feira o exame muscular de Romário foi marcado. Apesar dos desencontros entre Gomes e o artilheiro, a boa notícia foi a de que o resultado do exame realizado na manhã de hoje, na Associação Brasileira de Beneficente de Reabilitação (ABBR), no Jardim Botânico, zona sul, diagnosticou uma melhora muscular de 20% em relação ao resultado obtido no ano passado. Sem Romário e o atacante Alessandro, contundido, Gomes optou por decidir quem o substituirá momentos antes da partida. O treinador tem duas opções: pode optar por escalar Marcelo e Alex no ataque. Ou deslocar Roger para o ataque, ao lado de Marcelo, e colocar Juca em seu lugar no meio-de-campo.

Agencia Estado,

16 de março de 2004 | 19h28

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.