Flu lembra feitos para incentivar grupo

O Fluminense festejou nesta quinta-feira uma data histórica como uma forma de motivar os jogadores para a partida de domingo, com o Juventude, no Maracanã - confronto que deve definir se o Tricolor permanece ou não na Série A do Campeonato Brasileiro. Em 11 de dezembro de 1983, o atual técnico do Fluminense, Renato Gaúcho, marcava dois gols no Hamburgo, da Alemanha, e dava o título mundial de clubes ao Grêmio, em Tóquio. No mesmo dia, 20 anos atrás, o Fluminense vencia o Flamengo por 1 a 0, com gol de Assis, num Maracanã lotado, e dava um passo importante para conquistar o Carioca daquele ano.A diretoria do tricolor homenageou Renato Gaúcho e também alguns jogadores da equipe campeã carioca de 1983, entre os quais Assis, Duílio e Ricardo Gomes, hoje treinador da seleção brasileira sub-23. Para que o ambiente contagiasse o time, às vésperas de uma "decisão", o zagueiro César e o meia Sidney participaram do evento. Ricardo Gomes acredita que os dois levarão aos demais a mensagem evidenciada nos festejos. "Eles viram a alegria de relembramos momentos de vitória e com certeza vão levar isso aos demais colegas."Para Renato Gaúcho, o Fluminense vai entrar em campo domingo com "espírito de campeão", disposto a decidir logo a partida e retribuir o apoio anunciado da torcida. "Embora seja uma outra disputa, para fugir ao rebaixamento, meu time será combativo, de pegada forte, sem dar espaço ao adversário e vai ser assim por 90 minutos." Ele voltou a negar, com ênfase, a hipótese de Fluminense e Juventude realizarem um jogo atípico, em que ambos se conformassem com o empate. "Nada disso de corpo mole, não é da minha índole."O atacante Romário e o meia Carlos Alberto, contundidos, têm de treinar nesta sexta-feira pela manhã para garantir presença na última partida do Fluminense no Campeonato Brasileiro.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.