Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Flu leva a melhor no jogo dos desesperados

O Fluminense levou a melhor no jogo dos desesperados e venceu o Grêmio por 2 a 0, neste sábado, no estádio Municipal de Juiz de Fora (MG). O jovem atacannte Marcelo foi o destaque de uma partida marcada por cinco cartões vermelhos e outros cinco amarelos. Com o resultado, o time carioca chegou aos 30 pontos no Brasileiro e piorou bem a situação dos gaúchos, que permanecem com 24, na lanterna do campeonato.O primeiro tempo foi marcado por muito nervosismo dos dois times, resultando em duas expulsões - uma de cada lado (Diego e Claudiomiro). Foram poucas as chances de gol, a preocupação era evitar as ações adversárias.O Grêmio teve uma única oportunidade nesta etapa. O lateral-direito Anderson Lima cobrou escanteio e Baloy ganhou dos zagueiros para cabecear. O goleiro Kléber, bem colocado, defendeu.De resto, o Fluminense foi melhor. Uma chance surgiu após cobrança de falta, quando a bola não desviou em ninguém e quase enganou o goleiro Danrlei, que conseguiu espalmar para o meio da área. Aos 32 minutos, o meia Diego recebeu cartão vermelho ao revidar um tapa de Leanderson. Mas a expulsão não abalou o time do Rio. Tanto que, aos 38, o atacante Marcelo abriu o placar. Para piorar a situação dos gaúchos, aos 47, Claudiomiro recebeu o segundo cartão amarelo e foi expulso.No segundo tempo, o excessivo número de faltas continuou, obrigando o árbitro Rodrigo Cintra a distribuir diversos cartões amarelos e mais um vermelho: para Baloy. Desesperado, o Grêmio tentava o empate a qualquer custo. Com o resultado a seu favor, o Fluminense explorava os contra-ataques. E desperdiçava muitas oportunidades. O segundo gol do Fluminense saiu apenas aos 41 minutos, com o meia Lopes. Depois, ainda houve uma expulsão para cada lado, quando Carlos Miguel e Zada se desentenderam e levaram vermelho.

Agencia Estado,

30 de agosto de 2003 | 18h17

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.