Flu não tem motivos para festejar 101 anos

Hoje, o Fluminense completou 101 anos. Mas não há motivos para comemorações. O time ocupa a 20º posição no Campeonato Brasileiro e no último sábado perdeu pela quarta vez consecutiva na competição. Após a reapresentação dos jogadores, o técnico Joel Santana conversou com todo o elenco por uma hora e comandou treinos em tempo integral. A exceção foi o atacante Romário, que compareceu às Laranjeiras para realizar trabalhos físicos à parte com o preparador Armando Marcial. Na partida de quinta-feira contra o São Caetano, Joel deve escalar o volante Sidney e o meia Djair no time titular. Ele quer dar mais mobilidade ao meio-de-campo do Fluminense para que este possa municiar os atacantes com maior freqüência. A diretoria tricolor estuda a possibilidade de tirar os treinamentos do Rio. A intenção é a de trabalhar a parte psicológica dos atletas.

Agencia Estado,

21 de julho de 2003 | 19h37

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.