Mailson Santana / Fluminense FC
Mailson Santana / Fluminense FC

Flu pega o Bahia para encerrar jejum de gols e confirmar permanência na Série A

Equipe baiana deve ter volta de Gilberto para partida na Fonte Nova

Estadão Conteúdo

22 de novembro de 2018 | 06h34

Em má fase e há cinco jogos sem marcar um gol sequer, o Fluminense vai a Salvador enfrentar o Bahia nesta quinta-feira, às 21 horas, na Arena Fonte Nova, com o objetivo de confirmar a sua permanência na Série A e impedir quebre um recorde negativo. O duelo é válido pela 36ª e antepenúltima rodada do Campeonato Brasileiro.

Sem contabilizar os acréscimos, o Fluminense está há 478 minutos sem balançar as redes. O último tento marcado foi do zagueiro Digão, no triunfo por 1 a 0 sobre o Atlético-MG, o último da equipe no torneio, no dia 21 de outubro, isto é, há mais de um mês.

Se a equipe carioca passar mais um jogo sem vencer o goleiro adversário, quebrará um recorde negativo que já dura 44 anos. No Brasileirão de 1974, o Fluminense ficou 530 minutos de jejum. Luciano, um dos responsáveis pela seca de gols, não fugiu do assunto.

"(O gol) Não está saindo por falta de sorte. Fico chateado, afinal, sempre tento marcar gol para ajudar o time e meus companheiros. Os gols não estão saindo, mas estou tentando. Espero que acabe o quanto antes (o jejum). Quem sabe na quinta-feira para a gente conquistar um grande resultado", disse.

As chances de rebaixamento são pequenas, mas ainda existem. O time carioca tem 42 pontos, não tão longe do grupo dos quatro piores colocados. Um triunfo simples diante do Bahia garante o Flu na elite do futebol brasileiro. Caso contrário, a situação pode piorar e a crise, que já está instalada, aumentar. "O que todos podem esperar da gente é um time que vai competir os 90 minutos para buscar esta vitória. Precisamos sair de lá com um resultado bom", projeta o volante Jadson.

Depois do empate sem gols com o Ceará, os jogadores admitiram a indignação em razão do atraso dos salários. Marcos Junior cobrou uma posição da diretoria e Richard chegou a reclamar publicamente das dívidas do clube com os jogadores, que estão há dois meses sem receber salários e há cinco sem os direitos de imagem. Para piorar, os atletas foram vaiados por parte da torcida no último jogo.

Mas, se depender de Jadson, a insatisfação com o clube não entrará em campo nesta quinta. "O que nós jogadores controlamos é dentro de campo. Fora, nós não temos controle. Temos tido dificuldades dentro de campo para conseguir os pontos necessários, mas nós passamos por momentos difíceis esse ano e demos a volta por cima. Dentro de campo, estamos procurando resolver nossos problemas."

O técnico Marcelo Oliveira terá problemas para escalar o meio de campo da equipe. Richard está suspenso pelo acúmulo de cartões amarelo e Airton, com um incômodo na coxa direita, será desfalque. Dodi deve ser o seu substituto. A boa notícia é o retorno do lateral-direito Léo, recuperado de edema na coxa direita. Ele deve retomar o posto de titular.

BAHIA TEM VOLTA DE GILBERTO

O Bahia pode ter um reforço importante em seu ataque contra o Fluminense. Voltando de lesão, o atacante Gilberto deve aparecer entre os titulares num momento crítico para a equipe, que tenta buscar a vitória para assegurar sua permanência na Série A.

Um triunfo na Arena Fonte Nova, diante de sua torcida, será o suficiente para selar o lugar do time baiano na primeira divisão. Com 44 pontos, poderá garantir a permanência na elite mesmo em caso de empate, dependendo dos demais resultados desta rodada, a antepenúltima da competição.

"Acho que o departamento médico foi extremamente competente. Claro, eu estava triste em casa, chateado com a situação. Ficar fora de jogos importantes para o elenco, o grupo, no momento em que eu vivia poderia ajudar bastante. Acontece", disse Gilberto, nesta quarta-feira, após o treino. O jogador ficou quase um mês afastado por conta de lesão no joelho.

Na quarta, o técnico Enderson Moreira manteve Edigar Junio no ataque, mas Gilberto entrou no lugar do companheiro e deixou o campo sem dores, dando pista que pode estar à disposição. O camisa nove já entrou no segundo tempo de derrota por 1 a 0 contra o Atlético-MG para ganhar ritmo de jogo. Atrás, Tiago disputa com Douglas Grolli a condição de titular ao lado de Lucas Fonseca.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.