Flu quer Bismarck e descarta Euller

O superintendente de Futebol do Fluminense, Paulo Angione, revelou que a contratação do atacante Bismarck pode se tornar realidade. O jogador estava atuando no Japão há oito anos e, segundo o dirigente, mostrou interesse em se transferir para o Tricolor. "O Bismarck está disponível e é viável para o Fluminense", explicou Angione. Já o atacante Euller está cada vez mais longe do Fluminense. Segundo Angione, o salário do atleta está fora dos padrões do clube. "Conversei com o Alemão (ex-jogador e procurador do atleta) e os valores que os outros clubes estão oferecendo são muito altos", contou o dirigente. Ele também afirmou que só acontecerão negociações se o jogador estiver disposto a se enquadrar na política salarial do clube. O técnico do Fluminense, Oswaldo de Oliveira, recebeu boas notícias nesta sexta-feira. Os médicos do clube liberaram todos os jogadores que estavam machucados. Os zagueiros Régis, César e Maurício, o meia Fernando Diniz, além do atacante Magno Alves poderão ser escalados na estréia do time, contra o Corinthians, domingo, no Maracanã.

Agencia Estado,

18 de janeiro de 2002 | 20h07

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.