Flu quer o novo técnico até domingo

Após a recusa do técnico Émerson Leão, o presidente do Fluminense, David Fischel, afirmou que até domingo divulgará o nome do novo técnico do time. Desde que demitiu Ricardo Gomes, no domingo passado, o dirigente já ouviu por seis vezes a negativa de treinadores convidados para comandar a equipe que tem em seu elenco os artilheiros Romário e Edmundo.De acordo com Fischel, Leão recusou o convite por ter aceitado uma proposta para trabalhar no Japão. Sem o ex-técnico do Cruzeiro e Santos, o dirigente voltou a tentar contratar Abel Braga que, novamente, não aceitou a proposta, alegando problemas pessoais. Diante das negativas dos treinadores que o Fluminense tem recebido, o meia Roger brincou com a situação."Fiz a minha parte e convidei o Parreira, quando estava com a seleção no Haiti. Ele é tricolor. Mas falou que estava muito ocupado com o Brasil para assumir o Fluminense", disse Roger que, em seguida, absolveu a diretoria tricolor de culpa pelo insucesso. "Acho que os dirigentes estão fazendo de tudo para contratar um novo treinador e sei que conseguirão." Para o confronto contra o São Paulo, domingo, o técnico interino Alexandre Gama permanecerá no comando da equipe. Para escalar o time, ele tem vários problemas: o lateral-direito Leonardo Moura cumpre suspensão e os meias Marcão e Marciel sentem dores musculares.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.