Flu: Renato Gaúcho exige mais empenho

O técnico do Fluminense, Renato Gaúcho, abandonou a calma durante o coletivo desta sexta-feira nas Laranjeiras, e passou a gritar a cada erro cometido pelos jogadores. Ele explicou, após o treino, que tal atitude se deve ao fato de o Tricolor estar numa posição de risco na tabela. E, justamente em um momento complicado, vai enfrentar o Cruzeiro, que já garantiu o título do Campeonato Brasileiro."Eu procuro mostrar o caminho certo aos meus atletas para que o adversário não tenha nenhuma facilidade nos jogos", afirmou Renato, ressaltando a superioridade do Cruzeiro. "Não podemos dar moleza, pois qualquer desatenção pode ser fatal." Renato reclamou do zagueiro César, quando este deixou Sorato livre para marcar um gol. Depois, criticou o volante Sidney, alegando que o jogador estava dando espaços na marcação.Por fim, o treinador chegou a ironizar o atacante Marcelo logo após o atleta desperdiçar uma boa oportunidade de gol. "Pra que fazer gol?", disse. Ao contrário do que se poderia esperar, nenhum dos jogadores fez reclamações em relação às críticas de Renato.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.