Flu só libera Roger após pagamento

A notícia de que o meia Roger estaria entrando na Justiça do Trabalho, para exigir o pagamento de salários da época em que era jogador do Fluminense, não surpreendeu a diretoria. De acordo com o advogado do clube, Marcus Donnici, o processo não é novo e já estaria arquivado."O Roger não compareceu na data marcada para a audiência e por isso houve o arquivamento. Mas já estamos negociando um acordo com o jogador", afirmou Donnici. Em relação ao atacante Roni, que também entrou na Justiça pelo mesmo motivo, o advogado fez uma revelação. "Ele não conseguiu o passe livre e continua vinculado ao Fluminense. O clube vai fixar o passe na Federação e quem estiver interessado no jogador terá que pagar o valor estipulado", disse.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.