Fluminense aposta em Fred para derrotar a Portuguesa

Três empates seguidos frustraram o objetivo do Fluminense de acumular vantagem sobre os concorrentes ao título brasileiro que estão na disputa paralela da Libertadores e da Copa do Brasil. Na expectativa de emendar uma sequência vitoriosa, o time carioca recebe a Portuguesa neste sábado, às 21 horas, no Engenhão, com um trunfo importante. A motivação do atacante Fred, que vai completar 400 jogos na carreira e a 127ª participação com a camisa do clube.

LEONARDO MAIA, Agência Estado

16 de junho de 2012 | 08h44

Assim, Fred fará do Fluminense o clube que mais vezes defendeu como profissional - antes, passou por América-MG, Cruzeiro e Lyon. "Espero uma noite abençoada, com gols e boas jogadas para me dar um bom presente nessa data especial", comentou o atacante, que reafirmou o desejo de encerrar a carreira nas Laranjeiras.

"Desde a semana passada, eu já via o Fred muito motivado para retornar. Essa marca de 400 jogos na carreira o deixa supermotivado para o jogo", reforçou o técnico Abel Braga, que espera melhor rendimento do atacante depois da partida contra o Internacional, no domingo passado. Naquela ocasião, ele voltava após longo período de inatividade e pediu para jogar na véspera da partida. Agora, com uma semana de preparação adequada com o time titular, deve mostrar evolução.

Abel Braga estuda fazer uma mudança na equipe. Insatisfeito com o rendimento abaixo das expectativas de Bruno, o técnico cogita lançar Wallace na lateral direita. Ele não adianta a escalação, mas dá pistas. "O Bruno faz um trabalho mais defensivo, o que deixa o Carlinhos subir pela esquerda. Mas a gente perdeu força naquele lado com a contusão do Thiago Neves e precisamos compensar no lado direito", analisou o treinador.

O atacante Wellington Nem não participou do treino recreativo desta sexta-feira, mas a comissão técnica do Fluminense disse que a medida foi apenas preventiva e espera contar com ele para o duelo com a Lusa.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolBrasileirãoFluminense

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.