Matheus Andrade/Photocamera
Matheus Andrade/Photocamera

Fluminense bate Atlético-PR e fatura terceira vitória seguida

Resultado leva o time carioca aos 51 pontos, na briga por uma vaga no G-4; paranaenses ainda lutam contra o rebaixamento

André Ítalo Rocha, Estadão Conteúdo

25 de outubro de 2014 | 18h48

O Fluminense manteve o bom momento neste sábado após vencer pela terceira vez seguida no Campeonato Brasileiro. Em jogo decidido nos minutos finais, a equipe carioca venceu o Atlético Paranaense por 2 a 1, no estádio do Maracanã, no Rio, pela 31.ª rodada.

O resultado levou o Fluminense aos 51 pontos, na briga por uma vaga no G-4 - grupo de classificação à Copa Libertadores. O Atlético estacionou nos 41 pontos e ainda luta contra o risco do rebaixamento. No próximo sábado, o time carioca vai até Goiânia para enfrentar o Goiás e, no domingo, o clube paranaense recebe o Atlético Mineiro, em Curitiba.

As duas equipes começaram a partida com propostas bem claras. O Fluminense quis valer o mando de campo e partiu para cima. Já o Atlético optou por formar uma retranca e buscar nos contra-ataques uma oportunidade de gol. Com o jogo assim desenhado, Fred teve a primeira chance de abrir o placar. Aos 10 minutos, o atacante dominou de joelho bola cruzada pela direita e arriscou uma bicicleta, porém sem perigo para o goleiro Weverton.

Dois minutos depois, Marcos Guilherme puxou contra-ataque rápido pela direita e deu lançamento certeiro para Dellatorre, que cabeceou sem marcação e obrigou Diego Cavalieri a fazer a primeira grande defesa do jogo. O Fluminense não se abalou e manteve a pressão. Aos 18, Fred aproveitou cruzamento de Jean e cabeceou no meio do gol. Weverton mostrou reflexo e espalmou para escanteio.

Depois dos 25 minutos, a equipe carioca diminuiu um pouco o ritmo e os visitantes começaram a gostar mais da partida. Aos 29, Marcelo recebeu sozinho perto da marca do pênalti, puxou para o meio e finalizou. O chute, porém, saiu fraco e rasteiro, facilitando a vida de Diego Cavalieri, que segurou com tranquilidade.

Logo aos 3 minutos do segundo tempo, o Fluminense abriu o placar. Carlinhos, que entrou no lugar de Chiquinho, cruzou com precisão para Wagner, que subiu mais que a defesa do Atlético e cabeceou no canto direito de Weverton, que nem se mexeu.

Com o gol, as duas equipes trocaram de estratégia. A equipe paranaense passou a pressionar o Fluminense, que ficou à procura de espaço para contra-atacar e ampliar a vantagem. Aos 8 minutos, o zagueiro William Rocha aproveitou escanteio cobrado pela esquerda e cabeceou à direita de Diego Cavalieri, que ficou só olhando. Jean, bem posicionado, mandou a bola para longe. Três minutos depois, Marcelo recebeu bom passe de Bady e, cara a cara com Diego Cavalieri, chutou cruzado para fora.

Os minutos finais decidiram a partida. Aos 46, Natanael cobrou falta para a área e Cleberson cabeceou para empatar. Mal o Atlético terminou de comemorar o empate, o Fluminense reagiu e marcou o segundo. Bruno disparou pela direita e cruzou para Fred, que teve tempo de dominar e finalizar de pé direito, sem chance para Weverton. Aos 50, o árbitro baiano Marielson Alves da Silva encerrou a partida.

FICHA TÉCNICA

FLUMINENSE 2 x 1 ATLÉTICO-PR

FLUMINENSE - Diego Cavalieri; Jean, Guilherme Mattis, Marlon (Elivelton) e Chiquinho (Carlinhos); Valência (Bruno), Edson, Conca e Wagner; Fred e Walter. Técnico: Cristóvão Borges.

ATLÉTICO-PR - Weverton; Sueliton (Mário Sérgio), Cleberson, William Rocha e Natanael; Deivid, Paulinho Dias e Bady (Nathan); Marcos Guilherme, Marcelo e Dellatorre (Douglas Coutinho). Técnico: Claudinei Oliveira.

GOLS - Wagner, aos 3, Cleberson, aos 46, e Fred, aos 47 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS - Wagner (Fluminense); Cleberson (Atlético-PR).

ÁRBITRO - Marielson Alves da Silva (BA).

RENDA E PÚBLICO - Não disponíveis.

LOCAL - Estádio Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.