Fluminense bate Botafogo e avança à semifinal da Taça Rio

Clássico deste sábado, no entanto, foi ofuscado pela violência fora de campo; três foram baleados e dois feridos

Leonardo Maia, Agencia Estado

28 de março de 2009 | 22h48

O Fluminense garantiu a classificação às semifinais da Taça Rio, na noite deste sábado, ao derrotar o Botafogo por 2 a 1, de virada e com um jogador a menos, no Maracanã. O time das Laranjeiras chegou aos 18 pontos, mesma pontuação do Vasco, também classificado, no Grupo A. O Botafogo permaneceu com 10, na chave B.

Veja também:

linkFlamengo goleia Resende e se vinga da eliminação

linkVasco bate Volta Redonda e garante vaga nas semifinais

tabela Classificação / Calendário / Resultados

especialDê seu palpite no Bolão Vip do Limão 

O clássico deste sábado, no entanto, foi ofuscado pela violência fora de campo. Vários confrontos entre torcedores no entorno do Maracanã resultou em três baleados e dois feridos. Torcedores do Fluminense, que se concentram na rampa que dá acesso ao metrô, entraram em conflito com botafoguenses que chegaram ao local. Segundo testemunhas, cerca de 20 tiros foram disparados.

Marco Antônio Souza, de 42 anos, levou um tiro na perna e foi levado para o hospital Souza Aguiar. Um torcedor identificado apenas como Pará também foi atingido por um disparo e foi socorrido no hospital Salgado Filho. A polícia informou que um terceiro homem foi baleado na barriga, mas conseguiu escapar de moto. Outro torcedor, Anderson Lima, recebeu pancadas na cabeça e corre o risco de perder a visão de um dos olhos. Um passageiro do metrô, que sequer ia para o jogo, foi linchado e teve um dos braços quebrados.

Quando a bola rolou, houve paz e até um certo marasmo no primeiro tempo, combinando com a chuva que caía sobre o estádio. O Botafogo começou um pouco melhor, mas sem muita efetividade. Logo, o Fluminense não apenas equilibrou as ações como passou a ter maior controle da partida. Mas ainda assim eram pouquíssimas as finalizações de ambas as equipes.

Natural que, nesse panorama, o primeiro lance de perigo surgisse em cobrança de bola parada. Aos 26 minutos, Thiago Neves cobrou falta com perigo, e Renan apareceu bem, espalmando a escanteio. O Fluminense utilizava muito o lado direito do campo, principalmente com Everton Santos. Aos 41, ele caiu pelo setor e cruzou para Roger, que chegou um pouco atrasado e quase abre o marcador. E foi só na primeira etapa.

O técnico do Botafogo, Ney Franco, voltou do intervalo com duas alterações: o atacante Diego no lugar do zagueiro Wellington e Gabriel, na lateral-esquerda, na vaga de Léo Silva. E o Botafogo melhorou, passando a finalizar com mais frequência. Maicosuel, aos quatro, e Diego, aos 13, levaram perigo com chutes que passaram à direita do poste de Fernando Henrique.

Aos 24, Maicosuel tabelou com Diego e foi derrubado por Leandro dentro da área. O árbitro marcou pênalti, que o próprio Maicosuel cobrou com paradinha e abriu o marcador. Não ajudou em nada a expulsão de Edcarlos, aos 30, por falta em Thiaguinho, quando recebeu o segundo cartão amarelo.

Mas eis que brilhou a estrela de Carlos Alberto Parreira e de Alan. O jovem jogador, que entrara no lugar de Roger, recebeu pela direita, invadiu a área, e chutou forte no canto. Renan não conseguiu defender: 1 a 1. O inesperado aconteceu exatamente aos 45 minutos do segundo tempo.

O juiz marcou falta inexistente de Juninho em Conca. Thiago Neves rolou para o argentino, que chutou rasteiro. A barreira abriu e matou o goleiro Renan, consumando a virada tricolor e mantendo os 100% de aproveitamento sob o comando de Parreira.

Na próxima rodada, o Fluminense receberá o Boavista, no Maracança, na quinta-feira, enquanto o Botafogo enfrentará o Madureira no Engenhão.

BOTAFOGO 1 X 2 FLUMINENSE

Botafogo - Renan, Wellington (Diego), Juninho e Emerson; Alessandro, Fahel, Leandro Guerreiro, Léo Silva (Gabriel) e Thiaguinho; Maicosuel e Reinaldo. Técnico: Ney Franco.

Fluminense - Fernando Henrique, Mariano, Luiz Alberto, Edcarlos e Leandro; Jaílton, Maurício (Fabinho), Thiago Neves e Conca. Everton Santos (Maicon) e Roger (Alan). Técnico: Carlos Alberto Parreira.

Gols - Maicosuel, aos 25, Alan, aos 34, e Conca, aos 45 minutos do segundo tempo.

Cartões amarelos - Léo Silva, Emerson, Juninho, Maicosuel, Thiaguinho (Botafogo); Jaílton e Alan (Fluminense).

Cartões vermelhos - Alessandro (Botafogo); Edcarlos (Fluminense).

Árbitro - Gutemberg de Paula Fonseca.

Público - 24.216 pagantes.

Local - Estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ).

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.