Cristiano Borges/Photocâmera
Cristiano Borges/Photocâmera

Fluminense bate Goiás de virada e acumula 7 jogos invicto

Com vitória por 2 a 1, Tricolor carioca chega aos 33 pontos no Brasileirão

Rubens Santos, Agência Estado

28 de setembro de 2013 | 20h56

GOIÂNIA - O Fluminense confirmou sua boa fase ao bater o Goiás por 2 a 1, de virada, na noite deste sábado, no Serra Dourada, em Goiânia, pela 24.ª rodada do Campeonato Brasileiro. Agora, o time carioca acumula sete jogos sem derrota, sendo que obteve o seu novo triunfo no dia em que o técnico do time goiano, Enderson Moreira, comemorou seu aniversário.

O resultado positivo fez o Fluminense fechar o dia na sexta posição do Brasileirão, com 33 pontos, enquanto o Goiás, com a mesma pontuação, caiu para o oitavo lugar. Na próxima rodada da competição nacional, quarta-feira, às 21 horas, o Goiás enfrenta o Vitória na Fonte Nova, em Salvador. Já o Fluminense pegará o Botafogo no clássico, no mesmo horário, no Maracanã.

No jogo e no primeiro tempo o clima seco e a baixa umidade impediram as jogadas em velocidade. Mesmo assim, o Fluminense superou a marcação, tocou bem a bola, envolveu o meio-campo adversário, garantiu a posse de bola e dominou. Mas quem obteve êxito inicialmente, avançando a marcação, foi o Goiás. Aos 33 minutos, Willian Matheus abriu o placar. Walter desceu pela direita e cruzou na área para Roni, que dominou e rolou para Willian Matheus bater no canto esquerdo, a bola raspou a trave e balançou as redes.

O time da casa só não ampliou porque Gum impediu o atacante Walter, aos 38 minutos, de entrar livre na área. "Marcamos porque anulamos a principal jogada deles, que é a subida pelas laterais", disse Willian Matheus no intervalo. "O jogo está igual", rebateu Rafael Sobis. "Eles marcaram o gol, mas está tudo igual", insistiu.

No segundo tempo, o Fluminense voltou a dominar o meio-campo, avançou e empatou logo aos 7 minutos com Jean. No lançamento de Rhayner da direita para o meio da área, Sobis dominou e deu assistência a Jean, que bateu no canto esquerdo para garantir o 1 a 1. A bola ainda rebateu na trave e nas costas do goleiro antes de entrar. O time da casa reagiu, insistiu nas jogadas de ataque, mas parou nas defesas seguras de Diego Cavalieri, aos 25 minutos com David e aos 32 minutos com Eduardo Sasha.

A virada e a vitória tricolor saíram numa jogada de contra-ataque, com Felipe e Biro Biro pela esquerda. Aos 39 minutos, Birô cruzou e Rafael Sobis, na cara do goleiro Renan, teve calma para decretar a virada.

GOIÁS 1 x 2 FLUMINENSE

GOIÁS - Renan; Yuri (Thiago Mendes), Rodrigo, Valmir Lucas, William Matheus (Eduardo Sasha); Amaral, David, Dudu Cearense (Renan Oliveira), Ramon; Roni e Walter. Técnico: Enderson Moreira.

FLUMINENSE - Diego Cavalieri; Bruno (Igor Julião), Gum, Leandro Eusébio e Carlinhos; Edinho, Jean, Diguinho (Eduardo) e Biro-Biro; Rhayner (Felipe) e Rafael Sobis. Técnico: Vanderlei Luxemburgo.

GOLS - William Matheus, aos 36 minutos do primeiro tempo; Jean, aos 7, e Rafael Sobis, aos 39 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO - Márcio Chagas da Silva (RS).

CARTÕES AMARELOS - Yuri e Valmir Lucas (Goiás); Bruno, Igor Julião e Edinho (Fluminense).

RENDA - R$ 187.055,00.

PÚBLICO - 8.610 pagantes.

LOCAL - Estádio Serra Dourada, em Goiânia (GO).

Tudo o que sabemos sobre:
futebolBrasileirãoGoiásFluminense

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.