Fluminense busca reabilitação em Curitiba

Sem Romário e com um técnico interino, Gílson Gênio, o Fluminense enfrenta o Coritiba, às 20h30, no Couto Pereira, pelo Campeonato Brasileiro, buscando a reabilitação após a derrota em casa para o São Paulo. O Tricolor carioca ocupa a 17º posição na tabela e um novo fracasso poderá aproximar a equipe ainda mais da zona de rebaixamento. O técnico Gilson Gênio, que assumiu o cargo no lugar de Renato Gaúcho, acredita que uma vitória contra o Coritiba poderá garantí-lo definitivamente no comando do Fluminense. A diretoria tricolor, porém, evita se precipitar e deve tomar um decisão sobre este assunto nos próximos dias. O nome de Joel Santana continua a ser comentado nas Laranjeiras. O treinador afirma que ainda não foi procurado por nenhum dirigente. O atacante Romário será desfalque do Fluminense mais uma vez. O jogador se recupera de uma entorse no joelho direito e não atua desde o dia 29 de junho. O fisioterapeuta Fábio Marcelo não quer fazer previsões sobre o retorno do craque, mas existe a possibilidade de que Romário enfrente o Santos, no sábado. Sorato e Joãozinho formarão a dupla de ataque contra o Coritiba. Outro problema para o treinador é a suspensão do lateral-direito Jancarlos. Como Jonathan está suspenso, ele será obrigado a improvisar Zada na posição. Mas Gílson Gênio recebeu uma boa notícia. O zagueiro César, ausente do time por dois meses, recuperou-se de uma contusão no joelho e atuará ao lado de Rodolfo. O meia Alex Oliveira ressalta que os jogadores precisam mostrar determinação para que o Fluminense obtenha a sua segunda vitória fora de casa neste Brasileiro. "Não podemos ficar procurando explicações para as derrotas. Temos que vencer dentro de campo para ganhar tranqüilidade", disse.

Agencia Estado,

15 de julho de 2003 | 19h13

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.