Fluminense busca vitória na Argentina contra o Arsenal

Já classificado para as oitavas-de-final da Libertadores, time das Laranjeiras agora quer a liderança do grupo

Bruno Lousada, O Estado de S. Paulo

08 de abril de 2008 | 19h16

Já classificado por antecipação para as oitavas-de-final da Libertadores, na qual ainda está invicto, o Fluminense tinha tudo para encarar o jogo desta quarta-feira, contra o Arsenal, a partir das 19h30 (horário de Brasília), na Argentina, como um amistoso de luxo. Mas a equipe carioca não pensa assim: a ordem é conseguir mais uma vitória para terminar a fase atual com a melhor colocação possível, o que dará vantagem na seqüência da competição. Veja também:  Classificação Resultados e calendário Flamengo busca empate na altitude de Cuzco pela Libertadores O Fluminense briga pela liderança do Grupo 8 da Libertadores com a também já classificada LDU (Equador). E, muito provavelmente, não terá muito trabalho nesta quarta-feira, diante do eliminado Arsenal, de quem venceu por 6 a 0 no Maracanã. Arsenal-ARGOrcellet; Espínola, Mosquera, Báez e Toranzo; Garnier, Pellerano, Corro e Yacuzzi; Biagini e BottaroTécnico: Gustavo AlfaroFluminenseFernando Henrique; Gabriel, Thiago Silva, Luiz Alberto e Júnior Cesar; Ygor, Arouca, Conca e Thiago Neves; Tartá (Maurício ou David) e CíceroTécnico: Renato GaúchoÁrbitro: Víctor Hugo Rivera (Peru)Estádio: Julio Humberto Grondona, em Sarandí Horário: 19h30 (Brasília)"Sempre que se enfrenta um time argentino a coisa é complicada. A goleada por 6 a 0 na primeira partida foi fruto de uma bela atuação do Fluminense e que dificilmente será repetida na casa deles", o zagueiro Thiago Silva, titular do Fluminense. Para Thiago Silva, confrontos contra times argentinos são diferenciados e trazem experiência. "Aprende-se a trabalhar a questão emocional. A catimba deles faz a gente desenvolver o poder de concentração e a ter sangue frio durante a partida. Eu mesmo evoluí nesse quesito", admitiu o zagueiro. ALTERAÇÃOO técnico Renato Gaúcho testou uma mudança no meio-de-campo do Fluminense, com a entrada de Maurício no lugar do atacante Washington, que está machucado. Ele, no entanto, pode optar por lançar o jovem atacante Tartá entre os titulares. A escalação só será divulgada momentos antes da partida.

Tudo o que sabemos sobre:
FluminenseCopa Libertadores

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.