Divulgação
Divulgação

Fluminense confirma hepatite de Robert, mas jovem já tem alta

Dores abdominais tiraram o jogador dos treinos desde terça-feira

Estadão Conteúdo

28 de fevereiro de 2015 | 12h00

O Fluminense confirmou as suspeitas e anunciou neste sábado que o jovem meia Robert, de 18 anos, foi diagnosticado com hepatite medicamentosa. Foi este o motivo das fortes dores abdominais que ele sentiu nos últimos dias e que vinham o tirando dos treinos desde terça-feira, quando foi internado.

Apesar do diagnóstico preocupante, o clube carioca deu uma notícia que tranquilizou os torcedores e a família do jogador. Robert recebeu alta já neste sábado pela manhã, passa bem, e fará todo o processo de recuperação coordenado pelo próprio departamento médico tricolor.

"O Robert teve alta hoje (sábado) do hospital. Ficou confirmado o diagnóstico de que ele está com hepatite. As enzimas do fígado dele estavam muito altas, mas já estão baixando. Ele está bem clinicamente, sem dor, estável. Está indo para casa hoje e a gente vai continuar controlando essas enzimas aqui mesmo no clube. Assim que estiverem normais, ele volta para o treino. A doença está praticamente controlada. A gente não deve ter problema nenhum com ele e em breve já deve estar voltando para treinar", disse o coordenador médico do Fluminense, Douglas Santos.

A hepatite foi causada pelos fortes remédios que Robert tomou no ano passado, quando sofreu um sério acidente automobilístico. As substâncias tóxicas dos medicamentos atacaram seu fígado e mexeram com as enzimas do órgão, causando as fortes dores na região.

O jogador é considerado uma das grandes promessas do clube nos últimos anos e recentemente renovou seu contrato até 2019. Depois de pouco atuar em 2014, justamente por conta do acidente, ele ganhou espaço nesta temporada, foi titular em duas partidas e marcou seu primeiro gol no time profissional na vitória sobre o Bangu.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolFluminenseRoberthepatite

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.