Fluminense conta com atletas da base para vencer fora

Lesões, transações e suspensões minaram a profundidade do elenco do Fluminense, tido até há pouco tempo como o melhor do Brasil. A situação é tal que o campeão nacional de 2010 e 2012, com um time formado basicamente com grandes contratações financiadas pela Unimed, se vê em uma situação inusitada. Em má posição no Campeonato Brasileiro, busca respaldo nas divisões de base para superar o mau momento. Contra o Náutico, neste sábado, às 18h30, na Arena Pernambuco, pela 15.ª rodada, o técnico Vanderlei Luxemburgo deve relacionar 12 jovens oriundos de Xerém.

LEONARDO MAIA, Agência Estado

17 de agosto de 2013 | 09h09

No empate contra o Corinthians, na última quarta-feira, Luxemburgo estava com grandes restrições para armar a equipe. Fred e Jean estavam com a seleção e Carlinhos, suspenso, além de vários atletas afastados por lesão muscular. O técnico, que costuma lançar garotos, escalou quatro deles no time titular: Ronan, William, Igor Julião e Kennedy. Os dois primeiros fizeram sua estreia no time adulto e principalmente o volante William teve atuação destacada, merecendo elogios.

No embate contra os pernambucanos, lanternas do campeonato, o treinador tricolor se vê em situação semelhante. Fred, Jean e Carlinhos estão de volta. Por outro lado, Gum, Edinho e Digão estão fora. Mais uma vez é a hora da garotada segurar o rojão da crise. "Se pudéssemos escolher, os moleques entrariam em um momento bom. Mas as oportunidades aparecem quando você menos espera", comentou o goleiro Diego Cavalieri. "Não é fácil, mas eles entraram tranquilos e jogaram bem. Os mais velhos precisam dar suporte".

Dos jovens que seguraram o Corinthians, Igor Julião e William continuam entre os titulares. Na zaga, Anderson, depois de longa inatividade, ganha uma chance ao lado de Leandro Euzébio. "Estou muito feliz. Estou muito tempo sem jogar, mas trabalhei forte durante todo esse período", garantiu.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolBrasileirãoFluminense

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.