Fluminense derrota Libertad e se classifica na Libertadores

Cícero e Thiago Silva marcam para o time tricolor, que também assume a liderança do Grupo 8

Sílvio Barsetti, O Estado de S. Paulo

03 de abril de 2008 | 00h33

O Fluminense conseguiu por antecipação uma classificação inédita para a segunda fase da Copa Libertadores ao derrotar o Libertad, do Paraguai, por 2 a 0, nesta quarta-feira, no Maracanã, pelo Grupo 8 da competição. Cícero e Thiago Silva foram os autores dos gols. A torcida tricolor prestigiou novamente o time: mais de 35 mil pessoas estiveram no estádio. Veja também: Classificação Calendário / Resultados Mas a tarefa do Fluminense não foi tão fácil. O Libertad começou a partida exercendo forte marcação no meio e dificultava a saída de bola da equipe carioca. O jogo era aberto, com bons lances de ataque para os dois lados. Aos poucos, o Fluminense foi impondo seu ritmo e chegou ao primeiro gol em cabeçada de Cícero. A partir da vantagem, o time de Renato Gaúcho passou ter o domínio da partida e teve a oportunidade de amplia Fluminense2Fernando Henrique; Gabriel (Rafael), Thiago Silva, Luiz Alberto e Júnior César    ; Ygor, Arouca, Conca e Thiago Neves (Tartá); Washington e Cícero (Roger)Técnico: Renato GaúchoLibertad-PAR0González    ; Balbuena, Benítez, Sarabia e Aquino; Vera, Cáceres, Marín     (Pittoni) e Martínez; Gamarra (Pouso    ) e Cuevas (López)Técnico: Rubén IsraelGols: Cícero, aos 29 minutos do primeiro tempo; Thiago Silva, aos 5 minutos do segundo tempoÁrbitro: Rubén Selman (Fifa-CHI)Público: 36.320 pagantesEstádio: Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)r o placar ainda na etapa inicial. Washington desperdiçou o segundo gol, livre na área; ainda assim foi aplaudido pela torcida. E nem deu para o Libertad esboçar uma reação após o intervalo. Logo aos 5 minutos, Thiago Neves cobrou falta e o zagueiro Thiago Silva subiu mais que toda a defesa do time paraguaio para cabecear e marcar o gol. O Fluminense poderia ter feito pelo menos mais dois gols. Cícero, em outro ataque rápido, e também de cabeça, acertou a trave. E, minutos depois, Thiago Neves, de fora da área, chutou a bola na trave, com o goleiro González já batido no lance. Embora o Fluminense tenha passado pela primeira vez à segunda fase da Libertadores - nas outras duas edições, foi eliminado logo de início -, o técnico Renato Gaúcho disse que quer muito mais na competição. "Nosso objetivo é o título. Sabemos que o caminho é muito longo e vamos trabalhar para isso", disse o treinador.

Tudo o que sabemos sobre:
Copa LibertadoresFluminense

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.