Fluminense dispensa o lateral-esquerdo Gustavo Nery

Sem espaço, jogador passa a procurar por novo clube; pensamento do restante do elenco é a final da Taça Rio

Leonardo Maia, Agência Estado

14 de abril de 2008 | 18h58

Era para ser um dia de preparação para uma semana importante para o Fluminense, que terá partidas decisivas contra a LDU, pela Libertadores, e o Botafogo, pelo título da Taça Rio. Mas a notícia do dia nas Laranjeiras foi o rompimento de contrato com o lateral-esquerdo Gustavo Nery."Rescindimos hoje o contrato do Gustavo Nery. Ele nos procurou e disse ter recebido uma boa proposta. Como não estava sendo utilizado, entramos num acordo amigável", explicou o coordenador de futebol Branco, que admitiu que a contratação foi uma jogada arriscada. "Foi uma aposta. Infelizmente não rendeu o que esperávamos e o que ele gostaria", declarou Branco sobre o jogador, tachado de fazer corpo mole durante a queda do Corinthians à Segunda Divisão, no ano passado.A nota pelo menos ajudou o técnico Renato Gaúcho a manter o assunto Botafogo longe das Laranjeiras. "Não vou falar de Botafogo. Para quê? Vamos enfrentá-lo na decisão da Taça Rio e ponto. Falaremos sobre isso na hora certa", disse Renato, que adianta que não poupará jogadores na partida contra os equatorianos, na quinta-feira, que valerá a liderança do Grupo 8 do torneio continental."Não vou poupar ninguém, a não ser por problemas físicos. O principal caso é o do Washington. Vamos ver como o tornozelo dele vai se comportar até lá", disse em referência ao atacante, que jogou com dores na semifinal contra o Vasco.Apesar de já estar classificado para as oitavas-de-final da Libertadores, Renato quer o Fluminense entre os melhores classificados no geral para ter o direito de decidir as fases seguintes no Maracanã. "É um jogo muito importante. Vamos tentar a vitória por uma boa margem de gols pois estamos brigando por algumas equipes pela melhor campanha da Libertadores", apontou o treinador.Mesmo destacando a importância da partida contra a LDU, o próprio Renato reconhece que dificilmente os jogadores não estejam pensando no clássico carioca, que decidirá uma vaga na final do Campeonato Estadual."É claro que os jogadores pensam sobre [o jogo contra o Botafogo]. Mas quanto mais falarmos, pior. Aposto que o Cuca também só vai falar de Fluminense a partir de quinta", disse Renato, em referência ao jogo do Botafogo contra a Portuguesa, em São Paulo, pela Copa do Brasil, na quarta-feira."Pediram para só falar da LDU", admitiu Fernando Henrique. "Não faz bem antecipar as coisas." Mas diante da insistência das perguntas, o goleiro acabou cedendo. "Perdemos para eles [do Botafogo] duas vezes. É claro que isso fica na memória. A hora de dar o troco é agora. Viu? Acabei falando."

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.