Cesar Greco/Agência Palmeiras
Cesar Greco/Agência Palmeiras

Fluminense e Palmeiras apostam em garotos para chegar na final

Gerson e Gabriel Jesus podem fazer a diferença na Copa do Brasil

Daniel Batista, O Estado de S.Paulo

21 de outubro de 2015 | 06h59

Palmeiras e Fluminense iniciam hoje a disputa por uma vaga na decisão da Copa do Brasil tendo dois garotos de 18 anos como candidatos a protagonistas dos dois jogos que serão realizados nesta quarta-feira no Maracanã, às 22h, e na quarta-feira que vem, no Allianz Parque. De um lado, a categoria e habilidade de Gabriel Jesus confrontará contra a força e técnica de Gerson.

A dupla tem muitos pontos em comum. Considerados uma das maiores apostas da base de seus clubes nos últimos anos, os dois garotos já convivem com a pressão de corresponder a toda expectativa e têm nesses dois jogos a chance de mostrar que realmente podem se tornar grandes jogadores. Presença constante nas seleções de base, Gerson e Gabriel Jesus já sabem que terão futuro bem distintos, por isso, brilhar na noite de hoje terá um sentimento distinto para ambos.  

Gerson já foi negociado com a Roma por ¤ 16 milhões (cerca de R$ 60 milhões) e vai embora no fim do ano. Assim, a Copa do Brasil se torna a única esperança dele levantar uma taça com a camisa tricolor. Gabriel Jesus também começa a escrever sua história no futebol brasileiro, mas diferentemente do adversário, parece não ter pressa para sair. 

Embora tenha seu nome comentado em vários clubes do exterior, ele assegura que não cogita deixar o Palmeiras agora. Sua intenção é conquistar títulos e fazer história com a camisa alviverde. Conquistar a Copa do Brasil seria uma forma especial de começar a cumprir com seu objetivo. 

Algo normal da idade, ambos já tiveram altos e baixos. Gabriel Jesus vive grande fase enquanto Gerson começa a ser criticado e acusado de que, após ter sido negociado com o clube italiano, deixou de mostrar o mesmo bom futebol. Entretanto, os técnicos Marcelo Oliveira e Eduardo Baptista não abrem mão de seus talentos.

Mas nem só de jovens vivem os dois clubes. Dois experientes também podem fazer a diferença hoje. Barrios foi preparado pelo Palmeiras para poder chegar bem fisicamente na partida, assim como Fred, que tem atuado mais pelo Fluminense e também é um dos alicerces da equipe carioca.

Quanto aos times, Marcelo Oliveira tem muitos problemas, Eduardo Baptista, não. O técnico do Flu pode escalar força máxima, enquanto o palmeirense não terá Gabriel, Arouca, Cleiton Xavier, Robinho e Fellype Gabriel, todos se recuperando de lesão, além de Leandro Almeida, Thiago Santos e Alecsandro, que já defenderam outros clubes pela Copa do Brasil. 

Com a boa atuação de Allione contra o Avaí, o argentino tem grandes chances de ser titular e mandar Rafael Marques para o banco de reservas. No meio, Zé Roberto, que teve confirmada a renovação de contrato até o fim de 2016 na terça-feira, pode atuar como volante, deixando uma formação mais ofensiva.

Caso resolva ser mais cauteloso, o treinador deve manter Amaral e Andrei Girotto entre os titulares e deixar Zé Roberto na lateral. Os dois times fizeram o último treino, na terça-feira, sem a presença da imprensa.

FICHA TÉCNICA

FLUMINENSE: Diego Cavalieri; Wellington Silva, Gum, Marlon e Breno Lopes; Jean, Cícero, Gerson e Gustavo Scarpa; Marcos Júnior e Fred

Técnico: Eduardo Baptista

PALMEIRAS: Fernando Prass; Lucas, Jackson, Vitor Hugo e Egídio; Amaral, Andrei, Allione (Egídio), Dudu e Gabriel Jesus; Lucas Barrios

Técnico: Marcelo Oliveira

JUIZ: Leandro Pedro Vuaden (RS)

LOCAL: Maracanã, no Rio

HORÁRIO: 22h

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.