Fluminense elimina Vasco nos pênaltis e vai à final

Após empate no tempo normal por 1 a 1, time das Laranjeiras mostra bom aproveitamento nas penalidades

Bruno Lousada, O Estado de S. Paulo

12 de abril de 2008 | 21h02

O Fluminense é o primeiro finalista da Taça Rio: derrotou neste sábado o Vasco por 5 a 4 nos pênaltis, após empate no tempo normal por 1 a 1, diante de um Maracanã lotado.   Veja também:  Rivais de longa data, Flamengo e Botafogo fazem semi   A equipe tricolor vai conhecer neste domingo seu adversário. Flamengo e Botafogo se enfrentam às 16 horas, também no Maracanã. Já o time cruzmaltino encerra sua participação no Campeonato Carioca sem vencer um clássico.   Pressão total do Fluminense para cima do Vasco. Foi assim o começo do duelo decisivo. Em meio ao bombardeio tricolor, o goleiro Tiago salvou a equipe liderada por Edmundo. Aos 5 minutos, fez milagre.   Espalmou chute forte de Cícero e, no rebote, teve reflexo para interceptar arremate do argentino Conca.   Após o sufoco inicial, o Vasco se arrumou em campo, equilibrou a partida e chegou a ameaçar o rival. "A gente teve mais volume de jogo, porém o Fluminense levou mais perigo", declarou o goleiro Tiago, no intervalo, em uma análise perfeita.   Vasco 1 (4) Tiago; Jorge Luiz    , Eduardo     e Vilson    ; Wagner Diniz, Jonílson, Leandro Bomfim (Souza), Morais e Pablo; Edmundo (Alex Teixeira) e Alan Kardec     (Jean) Técnico: Antônio Lopes Fluminense 1 (5) Fernando Henrique; Gabriel, Thiago Silva, Luiz Alberto e Júnior Cesar; Ygor, Arouca, Conca     e Thiago Neves; Cícero     e Washington    Técnico: Renato Gaúcho Gols: Jean, aos 13; e Thiago Silva, aos 17 minutos do segundo tempoÁrbitro: Gutemberg de Paula FonsecaEstádio: Maracanã O Vasco voltou para a etapa final com uma modificação: Jean entrou no lugar de Alan Kardec, para dar mais velocidade ao ataque. A alteração deu certo. Edmundo chutou cruzado, o goleiro Fernando Henrique soltou a bola nos pés de Jean, que fez 1 a 0, aos 13 minutos.   Antes de a bola rolar, o técnico Renato Gaúcho avisou: "Washington não está 100% (fisicamente), mas vai nos ajudar". O atacante, realmente, sentiu o ritmo de jogo. Na verdade, atuou no sacrifício por se tratar de uma partida decisiva, mas não estava totalmente recuperado de torção no tornozelo esquerdo e rendeu mal.   Se o ataque tricolor não funcionava, o zagueiro Thiago Silva deu sua contribuição. Thiago Neves cobrou falta, o excelente defensor dominou a bola, girou e bateu de perna esquerda: 1 a 1, aos 17 minutos. O clássico, então, pegou fogo. Ficou tenso. Nenhum time quis se arriscar e a decisão foi para os pênaltis.   O Fluminense, então, venceu por 5 a 4. O jovem Pablo acertou sua cobrança na trave e chorou bastante. Alguns atletas do Vasco tentaram consolá-lo.

Tudo o que sabemos sobre:
Estadual do RioFluminenseVasco

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.