Tasso Marcelo/AE
Tasso Marcelo/AE

Fluminense empata clássico e perde chance de virar líder

Com o 0 a 0 diante do Botafogo, time segue na vice-líderança, mas agora um ponto atrás do líder Cruzeiro

SÍLVIO BARSETTI, Agência Estado

17 de outubro de 2010 | 20h50

O Fluminense desperdiçou a oportunidade de voltar à liderança do Campeonato Brasileiro ao empatar com o Botafogo por 0 a 0, em jogo de nível técnico ruim disputado neste domingo à noite, no Engenhão.

Veja também:

Brasileirão Série A - tabela Classificação / lista Tabela

O time tricolor entrou em campo após a derrota do Cruzeiro para o Grêmio em Porto Alegre e perdeu vários gols, principalmente no primeiro tempo. Depois, o Botafogo, que chegou ao oitavo empate consecutivo no campeonato, equilibrou a partida.

O clássico foi marcado por erros de passe em excesso dos dois lados. O Fluminense começou com mais ímpeto. Washington, Diogo e Conca levaram perigo a Jefferson até a metade da etapa inicial. Mas sem sucesso. Loco Abreu e Jobson sentiam a falta de apoio do meio-de-campo botafoguense. Lucio Flavio era uma peça nula no setor. Ainda assim, os dois atacantes criaram jogadas individuais e também quase marcaram.

No segundo tempo, o jogo, embora corrido, caiu muito de qualidade. O time do Fluminense percebia aos poucos que o primeiro lugar no Brasileiro continuaria com o Cruzeiro, enquanto os botafoguenses viam o sonho de chegar à Copa Libertadores ficar mais longe. No final, vaias para as duas equipes e críticas de todos os lados para a arbitragem de Djalma Beltrami, cuja atuação deixou a desejar.

Na próxima rodada, o Fluminense, que vem de duas derrotas e um empate, enfrentará o Atlético-PR fora de casa. Já o Botafogo jogará com o Vitória, no Rio. Neste domingo, por causa do fechamento do Maracanã, o time tricolor teve de levar a partida para o Engenhão, estádio que serve ao Botafogo.

FLUMINENSE - 0 - Ricardo Berna; Mariano, Gum, Leandro Euzébio e Carlinhos; Diogo, Diguinho (Valencia), Marquinho (Julio César) e Conca; Emerson (Rodriguinho) e Washington. Técnico - Muricy Ramalho.

BOTAFOGO - 0 - Jefferson; Alessandro (Caio), Antonio Carlos (Danny Morais), Márcio Rosário e Marcelo Cordeiro; Leandro Guerreiro, Somália, Marcelo Mattos e Lucio Flavio (Edno); Jobson e Loco Abreu. Técnico - Joel Santana.

Árbitro - Djalma Beltrami (RJ); Cartões amarelos - Antonio Carlos, Leandro Euzébio, Marcelo Mattos, Jobson, Edno, Caio e Mariano; Renda - R$ 362.160,00; Público - 13663 pagantes; Local - Engenhão, no Rio de Janeiro (RJ).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.