Wilton Junior/AE
Wilton Junior/AE

Fluminense empata sem gols com Barueri e é o lanterna

Resultado mantém equipe tricolor na lanterna do Campeonato Brasileiro, correndo sério risco de rebaixamento

AE, Agencia Estado

23 de agosto de 2009 | 18h33

O Fluminense estreou uniforme novo, mas o futebol foi o mesmo de sempre no empate por 0 a 0 com o Barueri, neste domingo, no Maracanã, pela 21.ª rodada do Campeonato Brasileiro. A agonia tricolor continua. São 16 pontos e a última posição na tabela. Os paulistas somam 32 e estão confortavelmente perto do G-4.

Veja também:

especialMASCOTES - Baixe o papel de parede do seu time

especialVisite o canal especial do Brasileirão

Brasileirão 2009 - lista Tabela | tabela Classificação

especialDê seu palpite no Bolão Vip do Limão

O empate sem gols na primeira etapa ficou de muito bom tamanho para o Fluminense, que continuava a apresentar os problemas de sempre. Erros de passe em profusão, ligação direta da defesa para o ataque e falta de técnica por parte da maioria dos jogadores.

O Barueri era melhor na partida. Não que jogasse com brilhantismo, mas fazia o jogo que lhe interessava. Sem pressa, tocava a bola com inteligência esperando para avançar no erro adversário. Foram duas chances claras que os paulistas desperdiçaram, ambas com Thiago Humberto.

Aos oito minutos, o meia recebeu bom passe de Márcio Careca, mas não conseguiu superar o goleiro Rafael. A outra foi ainda mais incrível, aos 43. Thiago Humberto aproveitou falha de Fabinho e invadiu a área completamente só, mas chutou para fora.

Pelo lado tricolor, que atuava com três atacantes na expectativa de ter mais força ofensiva, apenas duas finalizações de Maicon mereceram nota. Aos 20, o atacante chutou para fácil defesa de Renê. Aos 35, a finalização passou à esquerda do goleiro do Barueri.

Os paulistas continuaram desperdiçando as oportunidades para definir a vitória na segunda etapa. Aos 15 minutos, Thiago Humberto mais uma vez parou em Rafael. Aos 16, Val Baiano foi lançado completamente livre, mas preferiu buscar Humberto em vez do chute. Luiz Alberto travou e, no rebote, o chute de Val Baiano bateu no pé de Thiago Humberto e saiu.

O Fluminense melhorou um pouco depois dos 27 minutos, quando o zagueiro Diego foi expulso por entrada violenta em Maicon. A pressão cresceu, mas prevalecia a vontade sobre a técnica. A melhor chance tricolor surgiu aos 33, quando Ruy cruzou e Renê tocou contra o próprio patrimônio. A bola bateu no poste e saiu.

O Barueri ainda teve o zagueiro André Luiz expulso, aos 45 minutos, por receber o segundo cartão amarelo, mas nos três minutos de acréscimo os tricolores não conseguiram fazer valer a vantagem de dois homens.

Ficha técnica

Fluminense 0 x 0 Barueri

Fluminense - Rafael; Ruy, Cássio, Luiz Alberto e João Paulo (Marquinho); Fabinho (Carlos Eduardo), Diguinho e Conca; Maicon, Roni (Alan) e Kieza. Técnico: Renato Gaúcho

Barueri - Renê; Xandão, André Luiz, Diego e Marcos Pimentel; Ralf, João Vitor, Thiago Humberto (Daniel Marques) e Márcio Careca; Flavinho (Basílio) e Val Baiano (Otacílio Neto). Técnico: Diego Cerri (interino)

Cartões amarelos - João Paulo, Cássio, Carlos Eduardo, Alan e Kieza (Fluminense); João Vitor e Flavinho (Barueri)

Cartões vermelhos - Diego e André Luiz (Barueri)

Árbitro - Paulo Henrique Bezerra (SC)

Renda - Não disponível

Público - 9.226 pagantes

Local - Estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.